Contratos recentes de Jean Pyerre e Pepê deixam Grêmio protegido de investidas do Exterior


Fonte: GZH

Foto: Staff Images / Conmebol/Divulgação
Pepê e Jean Pyerre foram os destaques da vitória do Grêmio contra o Guaraní, pela Libertadores, no Paraguai. Cada um marcou um gol, e novamente eles mostraram uma incrível capacidade de definir as partidas.

Pepê já foi convocado para a seleção brasileira olímpica, e Jean Pyerre está cotado para ser chamado pelo técnico André Jardine. Desta maneira, os dois naturalmente despertam a atenção do futebol do Exterior.

A boa notícia é que o meia e o atacante estão bem protegidos por contratos recentemente renovados pelo clube. Jean Pyerre assinou o novo vínculo em agosto de 2019, com multa rescisória de 120 milhões de euros (R$ 765 milhões) e validade até dezembro de 2023.


Pepê acertou o novo contrato em agosto de 2020, um pouco antes de Everton ser vendido. O vínculo vai até dezembro de 2024, e a multa rescisória é de 150 milhões de euros (R$ 958 milhões).

No momento, não existe negociação para a mudança dos contratos. No caso de Pepê, como ele assinou enquanto ainda não era titular, o acerto prevê aditivos que elevam o valor do salário dependendo do número de partidas disputadas.





Grêmio, Pepê, Jean Pyerre, Europa, Contratos

LEIA TAMBÉM: [COMENTE] Para você, o Grêmio deve negociar a saída do atacante Pepê?

LEIA TAMBÉM: Jean Pyerre é flagrado em festa e vídeo viraliza; clube se manifesta





Comentários



Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

27/1/2021











26/1/2021