Veja como fica o vestiário do Grêmio após vitória sobre o Ceará

Tricolor iniciou o segundo turno do Brasileirão com triunfo de 2 a 0


Fonte: Gaúcha ZH

Foto: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio
Era preciso vencer, e o Grêmio venceu. Após duas semanas de treinos, o Tricolor bateu o Ceará por 2 a 0 na manhã de domingo (12), na Arena, e iniciou o segundo turno do Campeonato Brasileiro com o pé direito. Destaques na conquista do título do Gauchão sob o comando de Tiago Nunes, Diego Souza e Ferreira marcaram os gols gremistas no reencontro com o ex-técnico.



A vitória ainda não foi suficiente para sair da zona de rebaixamento, mas encurtou a distância para a 16ª posição para três pontos. Além disso, mesmo que não tenha feito uma atuação de encher os olhos, o Grêmio, pelo menos, não sofreu defensivamente. Outro dado importante aparece no aproveitamento com Felipão. Em 10 jogos desde a chegada do treinador, o Tricolor conquistou 56% dos pontos disputados no Brasileirão – equivalente à campanha do quarto colocado Bragantino.


Autor do gol que abriu o caminho para a vitória gremista, o centroavante Diego Souza exaltou o resultado do trabalho feito no período de duas semanas sem jogos.


"O mais importante é a vitória. Conseguimos fazer tudo que treinamos. Tivemos uma semana bem longa, 10 dias para trabalhar. Na situação em que nos encontramos, é também uma pressão com cobrança diária. Sabíamos da dificuldade do jogo, o Tiago é um excelente treinador e conhece nossa equipe, mas tivemos a tranquilidade necessária para envolver o time deles nos momentos necessários. Fizemos o dever de casa, tem muito campeonato pela frente, mas começamos o segundo turno com o pé direito", avaliou.


O técnico Luiz Felipe Scolari elogiou a forma como a equipe se comportou de maneiras diferentes ao longo da partida.


"Avançamos à medida que foi possível. Fizemos o jogo calculado. Marcamos pressão no primeiro tempo, mais forte. No segundo, um pouco mais baixo. Mesmo com todo o trabalho, um jogo às 11h, há dificuldades. O Ceará nos atacou, mas, no máximo, teve duas oportunidades. O jogo se desenhou de uma forma boa no primeiro tempo e também no segundo, em função do resultado", avaliou o treinador.


Felipão ainda explicou a decisão de deixar Campaz no banco – o colombiano sequer entrou na partida. Ele disse que a opção por Alisson como meia central se deu por uma questão tática e ressaltou o fato de o ex-Tolima ter sido um alto investimento do clube não garante sua titularidade.


"Não aconteceu nada. (Campaz) Treinou, mas fiz a opção pelo Alisson por uma situação tática. Campaz fez o trabalho normal. Se precisássemos ou tivéssemos uma situação diferente, entraria. Optamos pelo Alisson para ter mais velocidade pelos lados. O Alisson poderia se aproximar para compor os setores pelos lados. Não é por ser A, B ou C que entrará no time. Tem que trabalhar junto com os outros. Durante os jogos, uma situação pensada pela comissão e pode aparecer e em outras vezes não", completou.


Sobre o bom aproveitamento do Grêmio desde sua chegada, Felipão tratou de frear a empolgação. Ao ser questionado se o clube pode almejar algo além de apenas escapar do rebaixamento no Brasileirão, o treinador disse que objetivo ainda é deixar o Z-4.


"O Grêmio é 18º, não pode pensar em coisa maior. A nossa coisa maior neste momento é 16°, 15° e olhe lá. As outras equipes também vencem. A gente precisa fazer a conta de que poderemos daqui a sete ou oito jogos estarmos brigando por uma 14ª ou 13ª posição. Se nós ganhássemos e as outras equipes só perdessem, mas não é assim. As outras equipes também estão vencendo", afirmou.


Depois de bater o Ceará, o Grêmio terá dois compromissos contra o Flamengo, pela Copa do Brasil, na quarta-feira, e pelo Brasileirão, no domingo. O vice de futebol Marcos Herrmann afirmou que o clube espera uma resposta da CBF sobre possíveis sanções em caso de não se apresentar para enfrentar o Rubro-Negro na quarta-feira em razão de presença de público no Maracanã.



"Fizemos consultas para a CBF e vamos aguardar. No nosso entendimento é uma quebra de isonomia. Estamos preparados para jogar e vamos jogar. Se houver uma novidade, isso não será avaliado pelo departamento de futebol, mas pelo Conselho de Administração, capitaneado pelo presidente Romildo. A instituição tem que avaliar o resultado de um não comparecimento ao jogo. Vamos aguardar a resposta da consulta feita, mas a nossa preparação é normal para o jogo", reiterou.

#gremio #imortal #tricolor #vestiario #vitoria #brasileirao

LEIA TAMBÉM: Vanderson será julgado no STJD por expulsão na Copa do Brasil

E MAIS: Gabriel Chapecó fala sobre parceria com Brenno fora de campo e escalada até a titularidade




Comentários



Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

23/9/2021




Opinião!! - 15:20 (0)

Coincidências dos 10














22/9/2021