De desconhecido até idolatria, Geromel completa 300 jogos com a camisa do Tricolor

Desde estreia em 2014, zagueiro conquistou sete títulos pelo Tricolor


Fonte: Gaúcha ZH

Lauro Alves / Agência RBS
De desconhecido no futebol brasileiro a capitão na conquista do tricampeonato da Libertadores do Grêmio em 2017. Desde que chegou ao clube, Pedro Geromel superou a desconfiança e entrou no rol de grandes zagueiros da história tricolor. Caso seja confirmado entre os titulares que entrarão em campo contra o Caxias neste domingo (9), pelo confronto de volta da semifinal do Gauchão, o jogador de 35 anos completará 300 jogos vestindo a camisa gremista.



"É uma honra, um privilégio, jogar 300 jogos com a camiseta do Grêmio. Sinceramente, nunca pensei que iria jogar tantos jogos por um só time. Fico muito feliz. Tenho a alegria de poder continuar jogando em alto nível", destacou o capitão tricolor, em entrevista na sexta-feira (7).


Pedro Tonon Geromel foi contratado pelo Grêmio em dezembro de 2013. A negociação foi liderada por Rui Costa, então diretor-executivo à época. Depois de anos na Europa, ele aceitou vir para o Rio Grande do Sul com o desejo de mostrar que era capaz de atuar por uma grande equipe do Brasil. O destino lhe reservou muito mais. Conquistou títulos, virou ídolo e entrou para a história.


"Quando cheguei, no começo de 2014, fiquei um ano ali no Olímpico. Ainda não tinha o CT Luiz Carvalho. Fazíamos os treinos lá e jogávamos na Arena. Minha apresentação foi no Olímpico. Cheguei com muita fome, com muita vontade de mostrar para todos que eu tinha condições de jogar em um grande clube do Brasil. Minha carreira tinha sido toda na Europa", relembrou Geromel.



Começo com desconfiança

Antes de ser contratado pelo Grêmio, Geromel atuava no Mallorca, da Espanha, emprestado pelo Colônia, da Alemanha. Com passagens pelas categorias de base da Portuguesa e do Palmeiras, o zagueiro se transferiu ainda jovem ao futebol português, onde iniciou uma trajetória de dez anos na Europa. No entanto, apesar de ter se destacado em Portugal e na Alemanha, não deixou boas impressões na sua última experiência europeia.


"Muy malo. Mal de cabeça, mal de posse de bola, mal de impulsão. É um jogador muy malo".


Esta foi a definição do jornalista espanhol Miquel Alzamora, do jornal Ultima Hora, de Mallorca, dada à Rádio Gaúcha, logo após o zagueiro ser anunciado pelo Grêmio. A história construída por Geromel no Grêmio desmentiu o relato de quem acompanhou sua passagem pela Espanha — e mostrou também que não se pode duvidar do ídolo gremista.


Afirmação

A estreia de Geromel pelo Grêmio foi no dia 22 de fevereiro de 2014, vitória por 3 a 0 sobre o Novo Hamburgo, pelo Gauchão. Na segunda partida, um momento para esquecer. Ele marcou um gol contra no empate em 2 a 2 com o São Luiz. Após amargar a reserva de Werley, virou titular no segundo semestre, ao lado de Rhodolfo, fazendo com que o Grêmio, sob o comando de Felipão, tivesse a segunda defesa menos vazada do Brasileirão daquele ano.


Prêmios individuais e parceria com Kannemann

Em 2015, Geromel já mostrava ser uma das lideranças no vestiário gremista. O bom desempenho no Brasileirão o levou ao Prêmio Bola de Prata, entregue pela Revista Placar em conjunto com os canais ESPN. A conquista foi repetida em 2016, 2017 e 2018. Na metade de 2016, ganhou a parceria de Kannemann. Mal sabiam eles que fariam história ao recolocar o Grêmio no caminho das conquistas.



Os títulos

No terceiro ano pelo Grêmio, idolatrado pelos gremistas a ponto de ser chamado de "Geromito", o zagueiro levou o Grêmio à conquista da Copa do Brasil de 2016, que encerrou a seca de 15 anos do clube sem títulos de expressão. Em 2017, um dos maiores, senão o maior, momento da carreira de Geromel: com a lesão de Maicon, foi alçado por Renato Portaluppi ao cargo de capitão — e honrou o posto ao levantar a taça do tri da América, na Argentina.


Convocação para a Copa do Mundo

O sucesso no Grêmio fez com que Geromel realizasse o sonho de ser convocado para uma Copa do Mundo. Após vestir a camisa da Seleção Brasileira em amistosos e participar do grupo em alguns confrontos das Eliminatórias, foi confirmado por Tite na lista dos 23 jogadores chamados para o Mundial da Rússia, em 2018. O Brasil acabou eliminado para a Bélgica, nas quartas de final, e o jogador do Grêmio não chegou a entrar em campo durante a Copa.


Os números de Geromel pelo Grêmio

299 jogos
165 vitórias
73 empates
61 derrotas
14 gols marcados



Títulos

Copa do Brasil (2016)
Libertadores (2017)
Recopa Sul-Americana (2018)
Recopa Gaúcha (2019)
Gauchão (2018, 2019 e 2020)

#gremio #imortal #tricolor #geromel #300jogos #zagueiro #idolo

LEIA TAMBÉM: Veja as explicações da queda de rendimento após nova derrota do Grêmio no Brasileirão

Com duas derrotas, Grêmio tem pior início no Brasileirão de pontos corridos




Comentários



Luis Rogerio     

Uma otima historia de vida e dedicaçao ao clube. Espero deste atleta mais algumas temporadas , GEROMITO. nunca ira perder a realeza no futebol do Gremio

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

14/6/2021


















13/6/2021