Grêmio sofre 65 dos gols do ano no segundo tempo e tenta estancar problema com Mancini

Tricolor leva sete dos oito gols na etapa final nas últimas cinco partidas, incluindo a vitória sobre o Juventude


Fonte: Globoesporte.com

Lucas Uebel / Grêmio FBPA
A vitória sobre o Juventude veio, mas não sem algum quê de preocupação para o Grêmio. Os gols sofridos pelo clube gaúcho na partida do último domingo ocorreram no segundo tempo, o que, aliás, tem sido uma constante na temporada e nas últimas partidas.

O Tricolor sofreu 61 gols até o momento nas 59 partidas disputadas na temporada. O ge contabilizou que 40 deles saíram nos segundos tempos dos jogos, o que significa 65% dos gols. Foram 15 levados nos primeiros 15 minutos da etapa final e outros 17 nos últimos 15 das partidas.



Se o recorte for as últimas cinco partidas, os dados mostram que o problema é atual. O Grêmio levou oito gols nos duelos contra Juventude, Fortaleza, Santos, Cuiabá e Sport.

Destes, apenas um deles, no empate com o Cuiabá, saiu na primeira etapa. Os outros sete ocorreram na metade final, sendo quatro deles depois dos 30 minutos. Contra o Juventude, pode ser fruto de um relaxamento pela vantagem de três gols no placar. Ainda assim, isso tem sido uma constante no ano.

– Tomamos dois gols que o Vagner avisou que era a jogada do Juventude. Os erros que aconteceram são maravilhosos porque foram em uma vitória do Grêmio. Podemos corrigir isso em uma semana de trabalho, porque o Vagner vai trabalhar intensamente em cima disso – disse o vice de futebol Dênis Abrahão.

Os gols sofridos nos últimos 5 jogos

Juventude: 13 minutos e 48 minutos do 2º tempo
Fortaleza: 33 minutos do 2º tempo
Santos: 46 minutos do 2º tempo
Cuiabá: 22 minutos do 1º tempo e 33 minutos do 2º tempo
Sport: 7 minutos e 24 minutos do 2º tempo

Contra o Juventude, os erros não custaram os três pontos. No entanto, o Grêmio perdeu os jogos para Santos e Fortaleza já nos minutos finais das respectivas partidas. Contra o Cuiabá, ao menos o Tricolor buscou a reação no fim e conseguiu o empate logo depois sofrer gol.

A semana será de alguns ajustes em cima dos gols sofridos domingo e também em princípios que Mancini pretende implementar, com pressão em cima do adversário e intensidade na marcação. O treinador pode inclusive fazer uma mudança na defesa. Ruan está de volta após cumprir suspensão e disputa a vaga com Paulo Miranda.



No Brasileirão, o Tricolor tem 30 gols sofridos em 25 jogos disputados e tem a 7ª pior defesa da competição. A intenção a partir da chegada de Vagner Mancini, no entanto, é justamente apresentar um time mais ofensivo para tentar fugir do rebaixamento.




Grêmio, Imortal, Tricolor, GrêmioAvalanche, Mancini, Gols sofridos

LEIA TAMBÉM: Veja os detalhes da provável saída Jean Pyerre do Grêmio para o Alavés

E MAIS: Diego Souza cogita adiar aposentadoria em caso de rebaixamento do Grêmio




Comentários



Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

3/12/2021



















2/12/2021