Grêmio fica no 0 a 0 com o Juventude no jogo de ida das oitavas da Copa do Brasil


Fonte: gauchazh.clicrbs

Ainda não foi dessa vez que o Grêmio decolou. O time de Renato Portaluppi até tentou, em alguns momentos, pressionar o Juventude, mas não foi efetivo o suficiente para balançar as redes no Alfredo Jaconi e a partida de ida das oitavas de final da Copa do Brasil terminou empatada em 0 a 0. A volta, que decidirá quem avança às quartas de final, será na próxima quarta-feira, na Arena.



Mesmo com as ausências de Kannemann, Leonardo Gomes e Bruno Cortez, o Grêmio começou a partida como faz rotineiramente: tocando a bola em busca de espaços e controlando as ações do jogo. Uma mudança tática, no entanto, foi feita por Renato. O técnico inverteu os lados de Maicon e Matheus Henrique. O capitão do time passou a atuar pela esquerda e o garoto pela direita, para auxiliar o veterano Léo Moura na marcação.

Ao menos nos primeiros minutos, não deu certo. Isso porque a primeira chegada ao ataque foi do Juventude, aos nove minutos, exatamente por aquele setor do campo. Os donos da casa aproveitaram uma falha na marcação tricolor e o meia uruguaio Gustavo Aprile avançou livre pela esquerda, cruzou rasteiro para o meio da área e Denner chutou fraco, nas mãos de Paulo Victor.

A equipe da Capital foi ter sua primeira chance aos 14 minutos. Alisson foi derrubado por Aprile na meia direita. Na cobrança, Jean Pyerre alçou na segunda trave e Juninho Capixaba cabeceou para fácil defesa de Marcelo Carné.

Ainda que o Grêmio tivesse mais posse de bola, a equipe caxiense buscava o ataque. O lateral-direito John Lennon, que estava atuando improvisado no meio-campo, atordoava Capixaba com dribles insinuantes pela direita de ataque do Juventude. O atleta, que disputou o Gauchão pelo Pelotas, precisou ser substituído aos 26 minutos com dores e, sem ele, o time da casa passou a usar mais o lado esquerdo para atacar.

O Tricolor, por sua vez, insistia nas bolas aéreas — sem sucesso. As melhores chegadas à frente eram com lançamentos de Jean Pyerre, principalmente para Everton e Capixaba, que comandavam as ações ofensivas do Grêmio pela esquerda.

As duas grandes chances do primeiro tempo saíram aos 36 minutos, justamente com Everton e Capixaba. A primeira delas teve uma boa troca de passes, que terminou com um belo chute do Cebolinha no canto direito de Carné, que espalmou para escanteio. A segunda foi logo depois. Léo Moura levantou a bola na área, André escorou e o lateral-esquerdo cabeceou, livre, por cima do gol.

A etapa final começou sem mudanças. O Grêmio seguia insistindo pela esquerda, com Capixaba. Logo nos primeiros minutos ele foi à linha de fundo e cruzou, mas ninguém apareceu para empurrar para dentro. Logo depois, pelo mesmo lado, Maicon apareceu e alçou na área. Alisson dominou e chutou fraco, novamente nas mãos do goleiro adversário.

Os primeiros 15 minutos do segundo tempo tiveram uma postura diferente da equipe de Renato. As linhas foram adiantadas e o time passou a aparecer mais no campo de ataque. A marcação pressão funcionou e o Juventude pouco conseguia atacar. E quando chegava, não ameaçava a meta defendida por Paulo Victor.

Mas esse ímpeto ofensivo durou pouco. Embora os donos da casa não oferecessem perigo, o Grêmio recuou e passou a esperar o Juventude no seu campo. Aos 22 minutos, o Tricolor foi ao ataque e reclamou um pênalti em André. Assim que a bola parou, o árbitro Ricardo Marques Ribeiro aguardou a checagem do lance pela equipe do VAR, que mandou o jogo seguir.

Para tentar chegar ao gol, Thaciano entrou na vaga de Jean Pyerre. O time, de fato, ganhou em velocidade, mas perdeu em criação. Assim, dependia de arrancadas em contra-ataque. Pensando nisso, Renato ainda colocou em campo Pepê, no lugar de Alisson, e Vizeu na vaga de André. No entanto, o time não conseguiu ser eficaz o suficiente para balançar as redes.
E, assim, ficou tudo para a Arena.




Grêmio, Empate, Copa do Brasil

LEIA TAMBÉM: Renato admite preciosismo do Grêmio: 'Exageramos no toque de bola'

LEIA TAMBÉM: Grêmio x Athletico: Renato encaminha time reserva para o confronto

Clique aqui e confira séries, comentários, filmes e tudo sobre futebol! Teste agora!<\a>

VEJA:
Clique aqui e veja as promoções que a Network BG preparou para você acompanhar todos os jogos do Grêmio da temporada

Comentários



Será que esta diretoria e Renato estão pensando que vão ganhar de alguém com esse time? Com um jogador na defesa e um no ataque.?

Joao Schernn     

Com esse time nao ganhamos de mais ninguem muito ruin viramos tine amador tem jogadores que nao sabem dominar uma bola nao sabem passar nao chutam a gol ta feia a coisa

Gustavo Xavier     

Sera que o Santos não quer o André também?????

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

22/8/2019






21/8/2019