Por que o Grêmio ficou "sem zagueiros" e quais as alternativas para isso


Fonte: UOL Esportes

(Foto: Imagem: Lucas Uebel/Grêmio)
O Grêmio revê um problema conhecido nesta temporada: está sem zagueiro. O jogador para fazer dupla com Pedro Geromel hoje às 19h (de Brasília) contra o Ceará, pela quinta rodada do Brasileiro deve, novamente, ser Michel improvisado. E o que gerou este problema foi a falta de confiança nas opções que apareceram, nas alternativas que já estavam no elenco e as lesões que acabaram ocorrendo.



Opções no grupo foram consideradas insuficientes

O Grêmio tinha quatro zagueiros de ofício utilizados na temporada passada. Walter Kannemann e Pedro Geromel eram tranquilamente substituídos por Paulo Miranda ou Bressan. Um quinto era objetivo, mas não chegou a ser contratado, em um primeiro momento, porque tanto Michel quanto Marcelo Oliveira poderiam jogar ali.

No entanto, quando foi necessário a entrada deles em momentos decisivos, o pior aconteceu. Miranda foi bem, mas Bressan falhou na semifinal da Libertadores e acabou eleito vilão na queda para o River Plate. Depois disso, foi liberado e atualmente defende o FC Dallas, dos Estados Unidos.

Rafael Thyere, que voltaria de empréstimo da Chapecoense, foi novamente liberado, agora para o Sport, porque internamente se considerou que a quarta vaga na zaga ficaria com Marcelo Oliveira de forma definitiva e um quinto jogador seria procurado no mercado.

Lesões diminuíram as opções de Renato Gaúcho

O Grêmio não contava, porém, com a série de lesões entre os zagueiros em 2019. Paulo Miranda, que começou a temporada jogando em razão de alguns problemas que surgiram com Kannemann, sofreu uma lesão muscular em março e desde então não conseguiu mais atuar.

Em seguida, Marcelo Oliveira rompeu três ligamentos do joelho direito em jogo contra o Juventude pelo Gauchão, necessitando de cirurgia e ficando alijado de jogar desde então. O prazo para retorno é incerto e contempla ao menos até o fim da temporada.

Opções no mercado não agradaram totalmente

Por fim, as alternativas no mercado não convenceram a direção do clube. Muitos nomes foram debatidos. Adryelson, Gil, Victor Hugo, Juninho, Luan Peres, Alexander Barboza, todos passaram em algum momento pela avaliação do clube ou foram oferecidos.

E quando se convenceu da investida, o Tricolor esbarrou em empecilhos comuns no mercado de transferências como preço, disponibilidade e entraves de negócio.

O nome da vez é David Braz, do Santos. O jogador tem negociação para chegada por empréstimo e a necessidade já faz o comando do clube admitir ceder em alguns pontos para resolver o problema o quanto antes.



Contra o Ceará, improvisação ou jovem

Contra o Ceará, pela quinta rodada do Brasileiro, são duas alternativas. A primeira, e mais provável, é a utilização de Michel improvisado. O volante tem atuado como zagueiro em vários momentos de necessidade. E a segunda é a possibilidade do jovem Rodrigues, de 21 anos, fazer sua primeira partida pelo time principal.


Contratações, Mercado da bola, Grêmio


LEIA TAMBÉM: Grêmio e Flamengo já sabem quem será o possível adversário do Mundial

LEIA TAMBÉM:Renato fala com André sobre B.O e dá conselho ao jogador

Clique aqui e confira séries, comentários, filmes e tudo sobre futebol! Teste agora!<\a>

VEJA:
Clique aqui e veja as promoções que a Network BG preparou para você acompanhar todos os jogos do Grêmio da temporada

Comentários



Valter Zaffari     

Porque a diretoria é fraca só comessa a procura quando não tem mais zagueiros para escalr

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

17/9/2019













16/9/2019







A BASE VEM FORTE! - 12:30 (0)

Sub-17 vence com goleada o Velez Sarsfield