Gauchão terá nova fórmula em 2020: confira o que vai mudar para a dupla Gre-Nal

Grêmio e Inter estarão presentes desde o início da competição, mas irão disputar menos partidas


Fonte: gauchazh.clicrbs.com.b

Nas próximas semanas, a Federação Gaúcha de Futebol (FGF) deverá definir a fórmula do Gauchão de 2020. Nos últimos dias, houve várias reuniões para tratar do assunto. Já é certo que o formato de disputa será alterado e que isto terá impacto para a dupla Gre-Nal.



Diferentemente do que estava previsto para o ano que vem, Grêmio e Inter não serão preservados do início da competição. Os dois clubes estarão presentes já na rodada inicial.


A primeira definição é que os 12 participantes serão divididos em dois grupos de seis times. Como serão dois turnos, está sendo avaliada a possibilidade do cruzamento entre as equipes de chaves diferentes.

A divisão em dois grupos já é uma certeza. Mas o que vai acontecer depois ainda está sendo discutido. Uma possibilidade é a classificação dos dois melhores times de cada grupo. Os quatro finalistas disputariam semifinal e final.

O outro cenário que está sendo discutido prevê uma final no primeiro turno e outra decisão no segundo turno. Os dois campeões se enfrentariam na grande decisão. Como existe a possibilidade de uma equipe ganhar os dois turnos, estão sendo avaliadas alternativas do que poderia ser feito neste caso. O vencedor dos dois turnos poderá ser o campeão ou ter vantagem na final.

Uma alteração importante será o número de datas. Em 2019, a CBF liberou 18 datas. Grêmio e Inter disputaram 17 jogos. Em 2020, serão apenas 16 datas disponíveis. Pela fórmula que está sendo planejada, o limite será de 15 confrontos.



O QUE JÁ ESTÁ DEFINIDO: 12 participantes divididos em dois grupos de seis times, em turno e returno (com a dupla Gre-Nal desde o início da competição).

O QUE FALTA DEFINIR: Como será a fase final. Semifinais com os dois melhores de cada grupo ou final do 1° turno e final do 2° turno, com os dois campeões se enfrentando na grande decisão.

Grêmio, Gauchão, Gre-Nal

Leia também:Libertad é o adversário do Grêmio nas oitavas de final da Copa Libertadores

Leia também:Início irregular no Brasileirão causa incômodo no Grêmio



Comentários



Luiz Abreu     

Timea das séries A, B, C nem deveriam participar dos estaduais. Os estaduais deveriam servir para oa times se classificarem para serie D do ano seguinte. Ai ficamos com um calendário que pode ter geriaa em dezembro-janeiro, fevereiro e março para inter temporada, brasileirão comencando em abril. Os times que ao jogam o estatual poderiam jogar de março a novembro.

No meu ponto de vista, seria uma forma de equilibrar a competição, mas não concordo, pois a dupla grenal seria desfavorecida em relação aos demais clubes, pela quantidade de jogos que ja tem em outros campeonatos. Tendo em vista que os clubes do interior não terão outras competições. Depois vem o Francisco neto, reclamando que a dupla grenal não está dando valor ao gauchão, porque usamos times reserva.

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

23/5/2019

















22/5/2019