Por onde anda Giuliano, meia que atuou na dupla Gre-Nal

Hoje com 28 anos, o atleta teve passagens marcantes no futebol brasileiro e já viveu mais de uma experiência no exterior, onde atua hoje em dia


Fonte: lance

Em 31 de maio de 1990 nascia em Curitiba, no Paraná, Giuliano Victor de Paula. Hoje, com 28 anos, o meia coleciona passagens em clubes de expressão, dentro e fora do Brasil.



Ainda na adolescência, aos 14 anos, Giuliano passou a integrar as categorias de base do Paraná. Durante este período, ele foi convocado para o Sul-Americano Sub-17 em 2007, embora não tenha chegado a atuar em nenhuma partida. Diferentemente do Mundial da mesma categoria daquele ano, em que o meia jogou quatro partidas e marcou dois gols.

No clube paranaense, o jogador ficou até 2008, chegando, inclusive, a atuar pelo time profissional. A breve passagem pela equipe principal do Paraná, que totalizou 17 partidas, foi suficiente para que ele marcasse seis gols e chamasse atenção de um dos grandes clubes brasileiros: o Internacional.

Giuliano chegou na equipe gaúcha em 2009 e vestiu a camisa do colorado por dois anos. A passagem pelo Inter foi marcada por quase 100 partidas disputadas e 20 gols marcados. Neste período, ele faturou o campeonato gaúcho e foi vice da Copa do Brasil e do Brasileirão em 2009. Ainda neste ano, o meia fez parte do elenco campeão do Sul-Americano Sub-20, torneio no qual deixou sua marca em duas oportunidades. Em 2010, ele foi campeão da Libertadores pelo Inter e terminou eleito como o melhor da competição naquele ano.

Com bom desempenho, Giuliano acabou despertando interesse do mercado estrangeiro e teve sua primeira oportunidade fora do país na temporada 2010-2011. O atleta vestiu a camisa do clube ucraniano Dnipro em mais de 100 oportunidades e por quase 20 vezes balançou as redes adversárias.

O ano de 2014 marcou o retorno de Giuliano ao Brasil e a escolha pelo clube não poderia ser mais polêmica: depois de vestir a camisa do Inter, o meia voltou ao país como reforço do grande rival colorado.

A passagem de Giuliano pelo Grêmio durou até 2016 e acumulou quase 100 partidas, 20 gols e um vice-campeonato do torneio estadual. Após o tricolor gaúcho, o meia deixou novamente o Brasil, dessa vez rumo à Rússia.

Pelo Zenit St Petersburg, o meia teve uma passagem mais discreta. Em duas temporadas, ele atuou por 30 partidas e marcou apenas em oito oportunidades, não levando nenhum título. Diferente do que ocorreu em seu clube seguinte, o Fenerbahce. Apesar do mesmo número de partidas do clube russo e apenas três gols, Giuliano esteve no elenco do Zenti que garantiu dois vice-campeonatos em torneios locais.

Atualmente, aos 28 anos, o meia veste a camisa do Al Nasr, em sua primeira experiência no mundo árabe. Giuliano vive boa fase na primeira temporada pelo clube, por onde já jogou 23 vezes e anotou sete gols. O atual contrato do jogador, que já teve algumas convocações na seleção de Tite antes da Copa, é válido até o meio de 2021. Resta saber se, findado este compromisso, o atleta cogitará um retorno ao futebol brasileiro.





Giuliano, Grêmio, Tricolor

Leia também: Arsenal prepara oferta para tirar zagueiro Kannemann do Grêmio

Leia também: Moreno lembra atrito com Luxa e revela sondagens de cinco clubes do Brasil



Comentários



Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

25/3/2019



24/3/2019