Caio, campeão da Libertadores e do Mundo, nos deixa

Grêmio lamenta a perda e se solidariza com familiares, amigos e torcedores


Fonte: Site oficial

Faleceu na manhã desta terça-feira, aos 63 anos, o ex-atacante Caio, autor do primeiro gol do Grêmio na decisão a Copa Libertadores da América de 1983, na vitória de 2 a 1 contra o Peñarol, no Olímpico. O ídolo morava em São Luís, no Maranhão, e sofria com problemas de saúde como a trombose.



Luiz Carlos Tavares Franco nasceu no Rio de Janeiro, no dia 16 de março de 1955. Começou a carreira na base do Madureira, mas se profissionalizou pelo Botafogo. Chegou ao Grêmio em 1983 e ficou por duas temporadas. Teve participação fundamental na conquista da Copa Libertadores de 1983, marcando 4 gols, inclusive o primeiro da decisão contra o Peñarol. Jogou também a final do Mundial, em Tóquio, entrando na segunda etapa.



O Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense lamenta com enorme pesar a perda de Caio, que ajudou a elevar ainda mais o nome do Grêmio, e se solidariza com os seus familiares, amigos e toda torcida gremista.



Grêmio, Caio, Libertadores

Leia também:Barcelona Gaúcho, Grêmio cansa adversários e tem chuva de gols no segundo tempo

Comentários



Mário destile dua acidez nos sites coloridos. É o melhor que você faz.

Não vi jogar mas me lembro que meu pai falava dele, que era um bom atacante!

Claudio Pramio     

Jogava muito

Mario Karlinski     

Jogava mais que Tardeli, ganhava quanto?

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

18/2/2019



17/2/2019