Independiente estabelece teto por Kannemann, mas muda estratégia para tirar zagueiro do Grêmio


Fonte: Fox sports

O Independiente pode voltar ao Rio Grande do Sul para tentar tirar Walter Kannemann do Grêmio. O FOXSports.com.br apurou que a equipe argentina mudou a estratégia e que ainda mantém o sonho de contar com o defensor. A ideia do time argentino agora é tentar convencer financeiramente o zagueiro a se transferir para o Rey de Copas. O empecilho deve seguir por conta da oferta ao próprio clube.



A ideia do Independiente é gastar até 10 milhões de dólares, cerca de R$ R$ 38 milhões. A multa rescisória do defensor é de 20 milhões de euros, quase R$ 90 milhões. Por conta disso, o Independiente será obrigado a aumentar a oferta ou chegar a um valor próximo da multa para acertar a transferência. No final de 2017, Kannemann renovou seu vínculo com o Grêmio até o final de 2020.

Recentemente, o Flamengo oficializou uma oferta de R$ 19 milhões pelo defensor, que foi rapidamente rechaçada pelo time gaúcho. A única possibilidade de a negociação de fato acontecer é se o Independiente subir consideravelmente a oferta e existe caixa para isso. Recentemente, o Rey de Copas anunciou as vendas de Meza e Gigliotti, e ainda tem a possibilidade do goleiro Campagna ser negociado, revertendo em mais verba ao time argentino.







Grêmio, Kannemann, Mercado da bola, Indepediente

Comentários



Daniel Silva     

O Kanemann não sai. Tem a vontade do Kanemann de ficar, pois foi no Grêmio que ele chegou à sseleção argentina. Só se eles pagarem a multa rescisória e ainda por cima pagar um salário que foge do teto deles. A chance é zero

Erick Almeida     

????????????????????????????????????

Erick Almeida     

Everton luan e geromel o gremio conssguiu segurar agora o gremio tem que fazer algo pro kaneman ficar

Erick Almeida     

Fica kaneman o gremio tem que aumentar um pouco o salario do kaneman

Roaldo Loureiro     

Kannemann não pode sair. Só o que faltava. Pior q só vem refugo. Tá complicado

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

19/1/2019













18/1/2019