Após "matar aula" por dois dias, Renato Gaúcho vai a curso da CBF para tirar licença de técnico

A partir de 2019, entidade irá exigir a classificação para técnicos trabalharem no Brasileirão


Fonte: Globoesporte.com

Após perder os dois primeiros dias de aula, Renato Gaúcho enfim deu as caras na Granja Comary para participar do curso da CBF Academy e obter a licença Pro para treinadores. Em imagens divulgadas pela CBF, o treinador do Grêmio aparece ao lado de seu auxiliar, Alexandre Mendes, e dos técnicos Roger Machado e Eduardo Baptista, já em aula.



LEIA TAMBÉM: Milan observa destaques da dupla Gre-Nal e busca informações sobre os atletas

Renato foi convidado pela entidade para fazer o último nível do curso, mesmo sem ter as licenças anteriores, devido ao que construiu em sua carreira. Na terça e na quarta-feira, sua filha, Carol Portaluppi, registrou o pai na praia, no Rio, em postagens nas redes sociais.

As licenças A, Pro ou honorária serão obrigatórias para os treinadores trabalharem nas equipes profissionais na Série A em 2019. Por isso a corrida de vários profissionais para a sala de aula no momento. A CBF Academy concedeu licenças honorárias para treinador com serviços prestados no futebol com títulos de relevância. No entanto, dá a honraria a aqueles com mais de 60 anos. Renato completou 56 em setembro deste ano e não se encaixaria no quesito.



Além da idade, para dar a licença honorária, a CBF também usa um ranking com uma pontuação definida pela Conmebol, com mínimo de 50 pontos para ganhar o documento. Pelos critérios colocados pela entidade, Renato acumula 69 pontos conquistados. Por isso, foi convidado para participar da turma da licença Pro.

A primeira aula do curso ocorreu na terça-feira, mas Renato não compareceu. O mesmo ocorreu na quarta-feira. No início da semana, ainda não havia a confirmação se o treinador estava matriculado no curso, tanto por parte da CBF quanto por parte do Grêmio.



A turma que iniciou o curso da licença Pro nesta terça-feira tem a presença do técnico da Seleção, Tite, de Mano Menezes e de Dunga, entre outros profissionais renomados do futebol brasileiro. O curso custa cerca de R$ 19 mil.

As licenças para treinadores:

Licença Honorária: concedida a treinadores com mais de 60 anos e que somam, no mínimo, 50 pontos segundo critérios previstos na Convenção da Conmebol de 2016.
Licença Pro: para treinadores que desejam dirigir times profissionais e possuem a Licença A ou convidados.
Licença A: para treinadores que desejam digirir equipes profissionais e possuem a licença B ou têm cinco anos de experiência em times profissionais.
Licença B: para treinadores que querem atuar nas categorias de base e possuem a licença C ou somam sete anos como jogador profissional ou cinco anos como treinador de base.
Licença C: para treinadores ou professores que querem atuar em escolas de iniciação para crianças e adolescentes.



Renato Gaúcho,Grêmio,CBF,Treinador

Comentários



Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

16/12/2018







15/12/2018