Renato afirma que contratações serão escolhidas a dedo: chegar e vestir a camisa

Carinho da torcida, relação com a direção e jogadores pesou na decisão de permanecer no Grêmio


Fonte: Correio do Povo

Após a reunião desta sexta-feira entre a direção do Grêmio e a comissão técnica, Renato disse que recebeu sinal verde do presidente Romildo para ir em busca de reforços. “Discutimos nomes interessantes, será mais de um jogador. Eles serão escolhidos a dedo. São nomes para chegar e vestir a camisa do Grêmio”, declarou Renato em entrevista coletiva no CT Luiz Carvalho.



Questionado se podia citar alguma posição ou nome, Renato explicou que o segredo das contratações é falar o menos possível e disse que o trabalho agora é do André Zanotta, diretor-executivo do Tricolor. "O André, que ganha muito bem para isso, vai correr atrás agora. Ele trabalha 30 dias por ano (fazendo referência ao período de contratações e renovações) e eu 11 meses, por isso agora é com ele."

bn2]

Ao mesmo tempo fez questão de enaltecer o seu grupo. Contou que está satisfeito e contente, mas que quanto mais reforços melhor. "Queremos fortalecer, pois basta ver o exemplo do Palmeiras, que montou dois times fortes e está aí o resultado."

Leia também : [ENQUETE] Você achou certo a diretoria renovar o contrato de Jael por mais dois anos ?

Ainda sobre a reunião, o técnico afirmou que é inevitável que alguns atletas saiam e outros cheguem. Contou que é assim que funciona num final de temporada num clube. Perguntado especificamente sobre Leo Moura, Cícero e Douglas, Renato destacou que não é procurador dos atletas, para decidir se ficam ou saem.

Flamengo

O treinador confirmou que recebeu propostas do Flamengo e deixou claro que o Grêmio sempre soube. "Eu nunca escondi do presidente. Eu conversei com um dos candidatos à presidência do Flamengo e diferentemente do que foi publicado por aí eu nunca fiquei aborrecido com as notícias vindas de lá, pelo contrário. Eu fiquei honrado em, de novo, ser lembrado e nunca vazou nada de lá para cá e nem daqui para lá."

Ele disse que o sonho de treinar o time carioca continua, mas que tem muito tempo para ser realizado. "Minha hora vai chegar, o mesmo vale para dirigir a Seleção Brasileira".

Decisão de ficar

"Eu fiquei por saber que ainda tenho muita coisa para conquistar aqui no Grêmio." O treinador reforçou que a relação de carinho com a torcida, com a direção e a confiança dos jogadores pesou na decisão. "Eu me sinto um torcedor, alguém que ajuda o clube. A minha felicidade é ver a felicidade da nossa torcida comemorando sempre", exaltou.

Ele aproveitou para frisar que não mudaria em nada o que foi feito em 2018, se referindo ao fato de ter poupado jogadores e atuado com time alternativo em partidas do Brasileirão, especialmente. "Enquanto eu tiver poder de decidir este tipo de coisa eu farei isso. Agora, se amanhã vier um ordem superior pedindo que se concentre esforços na competição A ou B, bom, vou obedecer."

Renato ainda mencionou que 2018 foi um ano maravilhoso para o Grêmio: "Ganhamos duas competições e praticamente chegamos nas outras. No Brasileirão dependemos apenas de nós para garantir o G4. Tem equipes que só disputaram um campeonato e não vão mais chegar entre os quatro. Sobre os demais torneios, olha, posso dizer que talvez a gente não tenha vencido a Libertadores por erros de arbitragem".

Disputa pelo G4

Renato falou que é importante para o planejamento da temporada. "Se a gente não ficar vai ser mais complicado, ainda mais pelo tempo curto de pré-temporada". Para ele, isso acarretaria em não conseguir fazer uma pré-libertadores e nem a pré-temporada com qualidade. O Grêmio depende apenas de si. Com uma vitória neste domingo carimba a vaga. O Tricolor recebe o Corinthians no domigo

O treinador parabenizou o Inter e o técnico Odair Hellmann pela grande campanha que fizeram no Brasileirão. "É bom quando dois clubes de um mesmo estado estão em alto nível", destacou, evitando provocações.

Evolução

Indagado sobre seu trabalho, que a cada ano tem dado mostras de grandes resultados, Renato respondeu que está

tendo prazer de trabalhar nessa função. "Estou com vontade de dar sequência neste projeto de ser treinador, de trabalhar sério. Não quero ser mais um treinador que fica 10, 15 anos na carreira com apenas 2, 3 títulos. Eu quero ganhar sempre. Por isso aqui eu faço o grupo mentalizar que todo campeonato a gente tem que ganhar. Eu pensava assim quando jogava e agora também faço isso como treinador".

O técnico tricolor chegou para a coletiva bem-humorado. Os jornalistas brincaram dizendo que estavam com saudades do treinador. Sorrindo, Renato disse que também estava sentindo falta das entrevistas, mas depois brincou ao avisar que seu voo para o Rio de Janeiro está marcado para as 20h deste domingo. A partida contra o Corinthians, na Arena, encerra às 19h. "Talvez uma breve declaração eu faça para vocês após o jogo, mas ficar respondendo perguntas só se alguém segurar o avião".



Grêmio, contratações, Renato

Comentários



Fabricio Lopes     

É isso ai busca reforço mas busca logo que o Palmeiras ja ta comprando tudo ultmamente

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

13/12/2018




12/12/2018












Despedida de Douglas - 08:39 (7)

Obrigado, Douglas!