Nova promessa do Grêmio, Tetê sonha alto: "Torcedor pode esperar bastante de mim"


Fonte: Correio do Povo

Mateus Cardoso Lemos Martins, de 18 anos e 1,75 m, o Tetê “Furacão”, é a principal esperança do Grêmio de dar continuidade a série de atacantes de destaque no cenário nacional e internacional, como ocorreu com Everton e Pedro Rocha. Apesar da pouca idade, o jogador natural de Alvorada teve passagens por seleções de base, inclusive com o título do Sul-Americano sub-15, tem “futebol nas pernas e na cabeça”, além de personalidade de sobra. “Trabalhando mais eu posso ser um grande jogador. Sonho em ser o melhor do mundo e, para isso, tenho que trabalhar bastante. O torcedor pode esperar bastante de mim, pois, quando entrar, vou dar o máximo”, afirmou Tetê.



Tetê começou como destaque entre os meninos da sua idade no campo da Arecuja, Associação Recreativa e Cultural Jardim Algarve, de Alvorada. Logo aos oito anos de idade, chegou ao Grêmio e, com dribles e muitos gols, foi crescendo e chamando a atenção. Em 2015, ainda conhecido como Mateuzinho, foi campeão sul-americano sub-15, na Colômbia.

“Quando comecei a jogar futebol, ganhei títulos, passei a ser escolhido como o melhor jogador e a ser artilheiro das competições, na minha categoria e na categoria de cima. Notei que tinha um desempenho um pouco acima dos demais”, declarou.

Da base do Grêmio para a Seleção Brasileira principal

Em janeiro de 2018, Tetê foi destaque do Grêmio na Copa São Paulo, marcando gols e participando decisivamente no avanço da equipe até a terceira fase. Em maio e junho foi convocado por Carlos Amadeu para período de treinos com a Sub-20. Porém, o momento máximo da carreira do jovem jogador ocorreu no dia 31 de agosto de 2018.

Ele foi um dos primeiros jogadores da base que Tite chamou ao abrir um novo ciclo para a Copa do Mundo de 2022 e inaugurar uma nova experiência na Seleção principal: levar pelo menos um jovem de destaque nas categorias de base do futebol brasileiro para treinar junto com os profissionais em amistosos internacionais.

“Não estava esperando. Voltei com uma experiência muito boa, além de ter sido muito bem recebido pelos atletas, pelo professor (Tite). Acredito que peguei uma importante bagagem”, declarou Tetê.

Apesar do sucesso em seleções, o jovem atacante não pensa, no momento, em uma experiência de atuar no exterior e garante foco no Grêmio. “No momento, o meu sonho é subir para o profissional. Dar o meu melhor, vencer partidas, ganhar títulos e, depois, pensar ir para fora”, revelou o atacante.

Inspirado no maior de todos

Ao ser questionado quem é o seu ídolo no futebol, Tetê não pestaneja. “Gosto do Pelé. Ele é um exemplo dentro e fora de campo”, vibra o jovem. Apesar de ter nascido 22 anos depois do Rei do Futebol abandonar as quatro linhas, Tetê assiste a muitos vídeos e documentários sobre o maior do mundo, além de acompanhar as postagens de Pelé nas redes sociais.

Dono de um pé esquerdo potente, o Furacão entende que tem um futebol parecido com o de Everton e de Pedro Rocha, dois dos destaques da equipe sob o comando de Renato Portaluppi. “Sou um jogador de lado, de velocidade, de drible e que gosto de jogar pela direita, pois tenho uma boa finalização. Gosto de cortar para dentro e bater”, disse.

O futuro

Depois de passar pela experiência de treinar junto com alguns dos principais jogadores do mundo sob o comando de Tite, Tetê sonha em vestir a camisa das três cores entre os profissionais. E o foco está em aproveitar uma possível oportunidade no Estadual de 2019, como vem ocorrendo nos últimos anos com a equipe de transição, onde atua atualmente. “Preciso trabalhar bastante, pois se tiver a oportunidades de começar o Gauchão será o momento de eu mostrar (o meu futebol). Se não chegar, é seguir trabalhando, pois uma hora ela virá”, afirmou.

Tetê vê os companheiros da equipe principal do clube em condições de conquistar a Libertadores e o Brasileiro. Ele acredita que o River Plate, adversário do Grêmio na semifinal, e o Boca Juniors são os principais concorrentes ao título. Já no Brasileiro: “Se o Grêmio manter focado, ninguém para o Tricolor”, afirma sem pensar muito.

Apesar da idade, o jovem atacante tem se aproximado do grupo profissional. “Conversei com o Maicon, que é o nosso capitão, e ele me pediu para seguir fazendo o que faço na base, pois, quando subir, vão sempre me apoiar. Tenho muito a aprender com ele”, declarou Tetê.

Tetê renovou o contrato com o Grêmio em abril e passou a ter uma multa rescisória de 100 milhões de euros (R$ 432.000). O seu vínculo com o Tricolor vai até dezembro de 2021, quando terá 21 anos.


Comentários



Luiz Contiero     

Tu prometi velho!!!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

19/10/2018





18/10/2018