Adversário do Grêmio, River Plate bate recorde histórico de invencibilidade


Fonte: Lance

Adversário do Grêmio nas semifinais da Libertadores, o River Plate vive um momento mágico. Com a vitória por 3 a 1 sobre o Sarmiento de Resistencia - time da terceira divisão do futebol argentino, em Mendoza, no último domingo - os "Millonarios", como são conhecidos, se garantiram nas semifinais da Copa da Argentina e ainda alcançaram a marca de 32 partidas de invencibilidade, um recorde nos seus 117 anos de história.

O clube já tinha comemorado o feito de ficar 31 jogo sem perder em duas temporadas - 1923 e 2014.

O time do técnico Marcelo Gallardo não sabe o que é ser derrotado há quase oito meses. O último revés foi no dia 24 de fevereiro, quando caiu por 1 a 0 para o Vélez Sarsfield, pelo Campeonato Argentino 2017/2018. O time estava em crise, contabilizando apenas uma vitória em cinco jogos oficiais no ano e ocupava apenas a 20ª colocação no campeonato nacional. A sequência histórica começou no dia 28 de fevereiro, no empate em 2 a 2 com o Flamengo, no Maracanã, pela fase de grupos da Libertadores.

Desde então, são 21 vitórias e 11 empates. Dessas 32 partidas invictas, o River ficou 22 sem levar gols. Em três ocasiões, começou perdendo. Conseguiu a virada duas vezes - sobre o Lanús (5 a 1) e o Defensa y Justicia (3 a 1), ambos pela Superliga - além do empate em 2 a 2 com o Flamengo.

Sob o comando de Marcelo Gallardo, os Millonarios chegaram à sua terceira semifinal da Libertadores em quatro anos. O River foi campeão em 2015 - conquistando o terceiro título do torneio sul-americano da sua história sobre o Tigres (MEX) -, não disputou a competição em 2016, e foi eliminado pelo compatriota Lanús, ano passado, edição que teve o Grêmio como campeão.

Campeão da Libertadores de 1996 como jogador, Marcelo Gallardo, que está no comando do River Plate desde 2014, é um dos poucos argentinos a conquistar o título do torneio continental como treinador e atleta. A primeira vez que o clube foi campeão da Libertadores foi em 1986.

Se vencer a Libertadores de forma invicta, o Millonario se juntará a outros seis clubes que conseguiram o feito até hoje: Peñarol (1960), Santos (1963), Independiente (1964), Estudiantes (1969 e 1970), Boca Juniors (1978) e Corinthians (2012).

River e Grêmio farão o primeiro jogo da semifinal da Libertadores no dia 23 de outubro, no Monumental de Nuñez, às 19h30. O confronto de volta será dia 30, na Arena do Grêmio, no mesmo horário.

Comentários



Luiz Contiero     

E a festa do River acaba aqui com o Gremio.

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

10/12/2018






9/12/2018