Renato completa dois anos como técnico do Grêmio, e presidente já sonha com renovação para 2019

Romildo Bolzan revela contatos inicias com treinador e mostra otimismo: "Creio que não demoraremos cinco minutos para renovar o contrato"


Fonte: Globoesporte.com

Foto: Lucas Uebel/Grêmio
Renato Gaúcho completou dois anos no comando do Grêmio na terça-feira em grande estilo: com vitória por 2 a 0 sobre o Tucumán, fora de casa, pelas quartas de final da Libertadores. Atual campeão da competição e da Recopa, o treinador já é visado pela direção tricolor para 2019. O comandante gremista deixa para definir seu futuro após as decisões como a vencida na Argentina, mas a permanência, ao menos por enquanto, não está ameaçada para o próximo ano.

Se depender da direção, o treinador será o comandante na próxima temporada, justamente quando encerra o atual mandato do presidente Romildo Bolzan frente ao clube. Ainda na zona mista do Estádio Monumental José Fierro, em Tucumán, o presidente revelou o desejo e até uma conversa inicial, mesmo que seja em tom de brincadeira.

– Ele (Renato) disse esses dias, que "se sentássemos rapidamente poderíamos renovar". E brinquei com ele: “Então vamos renovar, temos mais um ano de mandato”. Creio que não demoraremos cinco minutos para renovar o contrato. Esse é o desejo do Grêmio. Se for o desejo dele, a gente vai em frente – disse Romildo.

Pela parte de Renato, o treinador vê com bons olhos uma sequência de trabalho na Arena. Apesar de constantemente ser acionado para tratar de situações internas que fogem de sua alçada, o comandante gremista tem bom relacionamento com o mandatário e outros dirigentes do departamento de futebol.

Romildo ainda destacou a importância de Renato junto aos jovens que têm sido lançados no time principal. Segundo o presidente, o treinador tem por costume uma aproximação com a base, para lançar garotos como o próprio Pepê , que foi utilizado na segunda etapa do duelo na Argentina.

– Queremos seguir esse trabalho que tem sido feito, de preparação de jogadores novos, com mais goleiros, zagueiros e atacantes chegando. Tem o Matheus Henrique, o Victor Bobsin, Jean Pierre, o Tetê que passou agora pela Seleção – acrescentou o dirigente.

Dois anos à frente do Grêmio
Durante a entrevista coletiva após a vitória na Argentina, Renato falou sobre o período no Grêmio. E destacou o “orgulho” que tem em trabalhar no clube de formação e do coração.

– Quanto aos dois anos, eu já falei que é orgulho muito grande. É o clube do meu coração, que eu conquistei vários títulos em campo, tenho ajudado a conquistar fora de campo. É uma honra estar na frente desse grupo – destacou.

O técnico tem contrato com o Grêmio até o final de 2018. Nesta temporada, foi assediado pelo Flamengo, mas optou por estender a permanência em solo gaúcho por mais tempo e tentar aumentar ainda mais o currículo. Além do tetra da Libertadores, Renato ainda sonha com o Brasileirão, competição na qual o Grêmio é quinto colocado.

Comentários



Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

19/10/2018





18/10/2018