Especial do Tri - Os Números do Campeão

Cruzeiro se iguala ao São Paulo como campeão com maior antecedência na história da competição


Fonte: Esporte Interativo

Equipe do Cruzeiro teve muitos bons nomes durante a temporada

O tricampeonato do Cruzeiro em 2013 já entrou para a história do Campeonato Brasileiro. Com a conquista do título na 34ª rodada, o clube celeste se igualou ao São Paulo, de 2007, como o clube a ser campeão com maior antecedência na história da competição. Mas a Raposa pode seguir quebrando recordes.

O Cruzeiro pode superar até mesmo o seu time Campeão Brasileiro de 2003 e se tornar o campeão com melhor aproveitamento. Há 10 anos, o Cruzeiro de Alex e Vanderlei Luxemburgo chegou a impressionantes 100 pontos.

Como o campeonato era disputado com mais clubes, totalizando assim, mais rodadas, a comparação tem como base o aproveitamento das duas equipes da Raposa. O time celeste deste ano terá de superar os 72,5% dos pontos conquistados do de 2003, para entrar mais uma vez na história. Meta difícil, mas possível.

Além da pontuação, o Cruzeiro se destaca com os números de gols marcados e sofridos. É o melhor ataque campeão desde 2005, do Corinthians, e é a terceira melhor defesa dos campeões a partir de 2003.

Abaixo, confira os números dos campeões das edições do Brasileiro a partir de 2003:

Pontos dos Campeões (a partir de 2006, campeonato com 20 clubes)

2013 – Cruzeiro – 74 pontos (até 34ª rodada)
2012 – Fluminense – 77 pontos
2011 – Corinthians – 71 pontos
2010 – Fluminense – 71 pontos
2009 – Flamengo – 67 pontos
2008 – São Paulo – 75 pontos
2007 – São Paulo – 77 pontos
2006 – São Paulo – 78 pontos

Aproveitamento dos Campeões dos Pontos Corridos:

2013 – Cruzeiro – 72,54% (até 34ª rodada)
2012 – Fluminense – 72,4%
2011 – Corinthians – 62,3%
2010 – Fluminense – 62,3%
2009 – Flamengo – 58,8%
2008 – São Paulo – 65,8%
2007 – São Paulo – 67,5%
2006 – São Paulo – 68,4%
2005 – Corinthians – 64,3%
2004 – Santos – 64,5%
2003 – Cruzeiro – 72,5%

Ataques Campeões:

2013 – Cruzeiro – 72 gols (média de 2,11) (até 34ª rodada)
2012 – Fluminense – 59 gols (média de 1,65)
2011 – Corinthians – 53 gols (média de 1,39)
2010 – Fluminense – 63 gols (média de 1,63)
2009 – Flamengo – 58 gols (média de 1,52)
2008 – São Paulo – 66 gols (média de 1,73)
2007 – São Paulo – 55 gols (média de 1,44)
2006 – São Paulo – 66 gols (média de 1,73)
2005 – Corinthians – 87 gols (média de 2,07)
2004 – Santos – 103 gols (média de 2,23)
2003 – Cruzeiro – 102 gols (média de 2,21)

Defesas Campeãs:

2013 – Cruzeiro – 30 gols (média de o,88) (até 34ª rodada)
2012 – Fluminense – 28 gols sofridos (média de 0,88)
2011 – Corinthians – 36 gols sofridos (média de 0,94)
2010 – Fluminense – 36 gols sofridos (média de 0,94)
2009 – Flamengo – 44 gols sofridos (média de 1,15)
2008 – São Paulo – 36 gols sofridos (média de 0,94)
2007 – São Paulo – 19 gols sofridos (média de 0,5)
2006 – São Paulo – 32 gols sofridos (média de 0,84)
2005 – Corinthians – 59 gols sofridos (média de 1,4)
2004 – Santos – 58 gols sofridos (média de 1,26)
2003 – Cruzeiro – 47 gols sofridos (média de 1,02)

LEIA TAMBÉM: Confira o relatório completo dos lesionados do Grêmio e o prazo de retorno




Comentários



Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

23/7/2021









22/7/2021