[COPA 2014] Neymar minimiza vaias e diz ter antídoto na cabeça

Atacante afirma que transforma apupos em aplausos, depois de voltar a jogar em São Paulo, onde sofreu a maior rejeição, em 2012, com a Amarelinha


Fonte: LanceNet!

Neymar enfrenta forte marcação contra a Sérvia (Foto: Miguel Schincariol/AFP)

Como o atacante Fred e o técnico Luiz Felipe Scolari, Neymar minimizou as vaias ouvidas no fim do primeiro tempo e os gritos de Luis Fabiano no começo do segundo. O atacante disse ter encontrado uma forma diferente de lidar com a reação negativa da torcida paulista contra a Seleção Brasileira.

– Já estou acostumado com isso quando jogo aqui em São Paulo, por isso já aprendi a transformar as poucas vaias em aplausos – disse, rindo.

O jogo contra a Sérvia marcou sua volta a São Paulo com a camisa da Seleção. A última vez havia sido em 2012, na vitória por 1 a 0 sobre a África do Sul, quando foi substituído pelo então técnico Mano Menezes no fim de jogo e deixou o campo vaiado e xingado pela torcida no Morumbi.

Neymar passou em branco no jogo, mas foi o responsável pelas principais jogadas, como já havia acontecido em Goiânia, na partida diante do Panamá, na qual fez o primeiro gol, deu assistência para o terceiro e participou do quarto. Ele tem 31 gols em 49 jogos pela Seleção, média de 0,63 gol por partida.

O próximo encontro com o camisa 10 com a torcida paulista será no próximo dia 12, na Arena Corinthians, abertura da Copa do Mundo.

Por indicação de Jorge Jesus, Benfica faz contato por Everton

[COMENTE] O Grêmio deve investir na contratação do lateral Diogo Barbosa?





Comentários



Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

5/8/2020


4/8/2020


Gre-Nal - 18:26 (0)

Agora é Gre-Nal