[COPA 2014] Franck Ribéry volta a sentir dores nas costas e é cortado da Copa do Mundo

'Morte na alma', diz meia do Bayern após participar inclusive da foto oficial. Grenier também está fora, e Morgan Schneiderlin e Rémy Cabella são os suplentes


Fonte: Globo Esporte

Ribéry posou para a foto oficial da França nesta sexta, mas foi cortado pouco depois (Foto: AP)

A França jogará a Copa do Mundo sem seu maior astro. Terceiro melhor jogador do mundo em 2013, o meia Franck Ribéry teve sua participação no Mundial descartada na manhã desta sexta-feira pelo técnico Didier Deschamps, depois de sentir fortes dores nas costas durante um treino no CT de Clairefontaine e passar por nova avaliação médica. Assim como o jogador do Bayern de Munique, o meia Clément Grenier também foi cortado por problemas médicos. Os meias Morgan Schneiderlin, do inglês Southampton, e Rémy Cabella, do Montpellier, são os suplentes convocados de última hora.

- É a morte na alma que eu seja forçado a deixar a seleção e renunciar à Copa do Mundo. Eu sempre esperei, depois de notar sinais encorajadores nos últimos dias, poder jogar o amistoso contra a Jamaica. Mas outros exames realizados na manhã desta sexta revelaram as dores nas minhas costas. Apesar do atendimento prestado pela equipe médica, a que agradeço sinceramente, meu corte era inevitável. Deixo meus companheiros de coração partido, mas sei que eles farão o máximo para os Bleus irem longe na competição. Sei que posso confiar neles. Sou agora o torcedor número 1 - disse Ribéry.

Apesar de ter sido relacionado entre os 23 convocados da França para a Copa do Mundo, Ribéry tinha sua participação no Mundial como incerta por causa das dores nas costas. Ele não havia participado dos dois amistosos da França na preparação para a Copa do Mundo - a vitória por 4 a 0 sobre a Noruega e o empate em 1 a 1 com o Paraguai. O técnico Didier Deschamps deixava aberta a situação do jogador, porém, confiava que o meia estivesse apto a atuar diante da Jamaica, neste domingo, em Lille. Nesta sexta-feira, porém, o corte se fez inevitável.

- Franck Ribéry tinha dado sinais positivos desde o dia 30 de maio em sessões específicas de treino, dando uma chance razoável para que ele se recuperasse em tempo de jogar o amistoso contra a Jamaica. Nesta sexta-feira, em um treinamento de corrida, Ribéry sentiu dores agudas, que o obrigaram a parar a sessão. Ele passou no hospital Rambouillet no início da tarde (manhã no Brasil) e teve a confirmação do súbito agravamento de sua condição, o que levou a equipe médica a decretar sua incapacidade para aguentar treinos e jogos - informou o comunicado da Federação Francesa de Futebol.

Federação Francesa anuncia corte de Ribéry
(Foto: Reprodução / FFF)

Ribéry tinha dados sinais de melhoras, tanto que o auxiliar técnico Guy Stéphan até tinha dado esperanças aos franceses ao anunciar que o craque se juntaria aos Blues para o treino da tarde desta sexta em Clairefotaine. O meia também chegou posou para a foto oficial da equipe nesta manhã, mas as dores nas costas voltaram a incomodá-lo pouco depois.

Grenier, por sua vez, também passou por exames nesta sexta-feira. Ele voltou a sentir dores na virilha durante o treino da última quinta-feira e sequer completou a atividade. O resultado da ressonância magnética apontou uma lesão que o tirou da Copa do Mundo.

Apesar do corte dos dois jogadores, Didier Deschamps optou por não convocar Samir Nasri. O jogador do Manchester City continua na "seleção de excluídos" da Copa do Mundo.
A França viaja para o Brasil na segunda-feira e estreia no dia 15 de junho, às 16h (de Brasília), no Beira Rio, diante de Honduras. Completam o Grupo E a Suíça e o Equador.

Longa lista de ausentes

Com os cortes de Ribéry e Grenier, 27 jogadores presentes na lista de 30 convocados de suas seleções já deram adeus ao sonho de disputar a Copa de 2014, entre eles o colombiano Falcao Garcia, os espanhóis Thiago Alcántara e Jesús Navas, o holandês Rafael Van der Vaart e o italiano Riccardo Montolivo.

Contando os que sequer foram convocados por conta de lesão, a lista de ausentes do Mundial já está em cerca de 50 atletas, como o goleiro espanhol Victor Valdés, os ingleses Theo Walcott e Andros Townsend, os alemães Ilkay Gündogan, Sven Bender e Mario Gómez, e o português Bruma.

LEIA TAMBÉM: CBF: Renato visa no mínimo G-6 do Brasileirão, mas salienta: "Não faço contas"

LEIA TAMBÉM: Vitória contra o Palmeiras serão exemplos para virada tricolor no Maracanã

Clique aqui e confira séries, comentários, filmes e tudo sobre futebol! Teste agora!<\a>



Comentários




Leia também

14/10/2019


13/10/2019