Responsável pelo gramado da Arena do Grêmio fala sobre condição após enchentes.


Fonte: -

Responsável pelo gramado da Arena do Grêmio fala sobre condição após enchentes.

Arena do Grêmio na última semana; o estádio segue alagado Imagem: Amanda Perobelli/Reuters Nesta quarta-feira, Fabio Camara, da empresa World Sport, responsável pelo gramado da Arena do Grêmio , explicou algumas questões a respeito do campo após as enchentes no Rio Grande do Sul, devido às fortes chuvas no estado. "A gente precisa esperar a água diminuir para fazer uma avaliação de como proceder com o gramado", disse em entrevista à Rádio Grenal . Fabio também revelou o tempo estimado para o gramado estar apto a receber uma partida após a troca. "A troca da grama, dependendo da espessura, você consegue jogar em 30 dias. Após revisões e certeza que tudo está funcionando, a possibilidade de ter jogos entre 30 e 40 dias, é muito grande."

Arena do Grêmio na última semana; o estádio segue alagado
Imagem: Amanda Perobelli/Reuters

Além disso, ele salientou que ainda não é possível prever financeiramente os reparos nos gramados. "É complicado estabelecer uma média de valores para reparos. Precisamos esperar o volume da água diminuir", afirmou. Afetado pelas fortes chuvas, o Grêmio não entra em campo desde o dia 30 de abril, quando empatou com o Operário em 0 a 0, fora de casa, pelo jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil. Em seu estádio, a última partida foi realizada no dia 20 de abril e terminou com vitória do Tricolor Gaúcho por 1 a 0 sobre o Cuiabá pelo Campeonato Brasileiro . A CBF adiou os duelos das equipes do Rio Grande do Sul até o próximo dia 27. Porém, as equipes gaúchas solicitaram a paralisação total do futebol brasileiro e a situação está sendo avaliada pela entidade.



VEJA TAMBÉM
- Grêmio negocia com Rodrigo Caio e Renato comenta paralisação após chuvas no Sul
- O futebol não tem coração
- Detalhes da Camisa III do Grêmio para a Temporada 2024






Comentários



Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

24/5/2024

23/5/2024