VÍDEO: veja o que disse Paulo Sant"Ana quando o Grêmio conquistou o mundo

"Sempre seremos o primeiro de todos os reis", disse o jornalista em sua coluna de ZH em 1983


Fonte: gauchazh

VÍDEO: veja o que disse Paulo SantAna quando o Grêmio conquistou o mundo

Há 40 anos, o Grêmio tornou-se o primeiro clube gaúcho campeão do mundo ao derrotar o Hamburgo-ALE por 2 a 1, na prorrogação, no Estádio Olímpico de Tóquio. Direto do Japão, o gremista Paulo Sant'Ana , que assinava uma coluna em Zero Hora à época, descreveu o sentimento de quem acabara de tornar-se "rei dos reis" ao conquistar o planeta.

O texto da coluna pode ser conferido abaixo . No vídeo acima, o jornalista, que morreu em 2017 , declama tudo aquilo que escreveu para ZH em 1983, coberto com imagens da conquista e da festa em Porto Alegre quando o time de Renato e companhia retornou ao Brasil. Confira trechos da coluna do Sant'Ana na edição extra de ZH de 11/12/83:

Glória insuperável

O mundo se dobra perante o Grêmio. Todas as raças, todos os credos, todas as narrações invejam agora o novo e vigoroso campeão mundial de clubes. A Terra é azul. Está provada a declaração dos astronautas. Quero dizer que este título do Grêmio foi forjado no sofrimento e na dor. A dor de perder tantos campeonatos e ainda assim reunir amor, suor e sacrifício para alcançar a grande conquista de Tóquio. A dor de sofrer na carne gols perdidos, campeonatos perdidos, erros de arbitragem monstruosos que mutilaram a alma gremista, mas também a dor dos erros cometidos por nós. Pois dando a volta por cima nesses azares, nesses equívocos, transpondo o cipoal terrível desses tropeços quase que mortais e desanimadores, o Grêmio atinge agora a suprema glória de um grande clube. Milhares de gerações de gaúchos irão relembrar com orgulho a façanha fantástica do clube das três cores.

(...)

Nem estou acreditando neste momento que bato nestas teclas de uma máquina de telex japonesa em que os caracteres locais se sobrepõem aos do nosso alfabeto e me confundem mais ainda a alma agitada por essa grande emoção que o Grêmio seja agora o rei dos reis do futebol mundial. Não dá para crer. E mais: ainda me pergunto se estou sonhando quando me lembro que, ainda menino, com cinco anos, meu pai me levou ao primeiro jogo do Grêmio na Baixada, onde hoje fica o Parcão. Naquele dia nascia minha enorme paixão, brotava um fanatismo talvez maior do que o dos crentes de seitas radicais.

(...)

E dizer que eu estava aqui em Tóquio na decisão. E dizer que a minha luta jornalística de 12 anos culminou com a minha presença e participação na grande glória. E dizer que o menino pobre do Partenon, mercê de seu esforço jornalístico, lidando com as palavras embrenhadas na paixão e amarradas com os cordões da razão, o comentarista que pronunciou mais vezes a palavra "Grêmio" na história da imprensa gaúcha, ganhou a oportunidade de estar aqui.

(...)

Alô, gremistas, somos campeões do mundo. E agradecemos aos colorados que torceram por nós, que foram muitos. Mas aos que nos secaram, a esses vamos dizer o seguinte: não queremos mais saber de Regional ou Nacional. Até achamos que não vamos ligar para a próxima Libertadores, porque nós pertencemos a outra galáxia. Vamos decidir o título de Campeão do Universo com um time de Marte, semifinais com Vênus, classificatória com Mercúrio. Aos colorados que nos secaram, dizemos agora que para jogar no Beira-Rio só com alta cota e não iremos mais de ônibus. Só se nos levarem do Olímpico ao Beira-Rio numa nave espacial, porque nós transcendemos do mundo.



VEJA TAMBÉM
- Grêmio goleia o Guarany com gols de Pavón e Diego Costa
- PROBLEMA! Jornalista revela situação de Carballo
- Tricolor escalado para o jogo contra o Guarany de Bagé





Comentários



Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

2/3/2024











































1/3/2024