Com multa de R 179 milhões, atacante de 17 anos assina com o Grêmio até 2023

Erick Monteiro chegou livre para o Tricolor vindo do Desportivo Brasil, de São Paulo, e integrará a categoria sub-17


Fonte: Globoesporte.com

Foto: Reprodução / Twitter
O Grêmio e o atacante Erick Monteiro, de 17 anos, assinaram na última terça-feira um contrato até janeiro de 2023. O clube estipulou uma multa rescisória de 30 milhões de euros (R$ 179,8 milhões na cotação atual).



LEIA TAMBÉM: [COMENTE] Para você, Tiago Nunes já está ameaçado no comando do Grêmio?


Há um mês, o ge mostrou que a contratação já estava acertada, com o Grêmio vencendo a concorrência de Flamengo e Atlético-MG. A divisão dos direitos do jogador se concretizou como projetada: 80% para o Grêmio, 10% para o atleta e 10% para o Desportivo Brasil.

O atacante estava livre no mercado após seu vínculo com o Desportivo Brasil, de São Paulo, se encerrar. Assim, Erick integrará num primeiro momento a categoria sub-17 do Grêmio. O garoto está há cerca de duas semanas nas instalações do CT Hélio Dourado, destinado para a base do clube.



Erick Monteiro Barbosa do Nascimento nasceu em Porto Feliz, no interior do estado de São Paulo, no dia 13 de março de 2004. O centroavante atuava no time sub-17 do Desportivo Brasil. Ele é conhecido por ser um centroavante de mobilidade e boa finalização e tem 1,86m de altura.







Grêmio, Erick, Joia, Base, Multa, Imortal

LEIA TAMBÉM: Após derrota para o Bragantino, Grêmio chega a 8 jogos sem gols e se isola como pior ataque no Brasileiro




Comentários



Victor Finamor     

Esse presidente só pensa em grana. Tá comprando pra repassar mais adiante ganhando alguma grana

Celso de Cezaro     

Não adianta contratar esses jovens talentos, se na hora de jogar, colocam esses medalhões.

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

2/8/2021







1/8/2021









Tática Didática - 12:25 (10)

[ANÁLISE] Um Grêmio que não engrena