Cinco viradas do Grêmio em mata-matas para servir de inspiração na final da Copa do Brasil

Tricolor precisará reverter desvantagem diante do Palmeiras para chegar ao hexa


Fonte: Zero Hora

A grande final da Copa do Brasil 2020 está marcada para as 18h de domingo (7), em São Paulo. O Grêmio vai em busca de mais uma virada emocionante em sua história — após perder por 1 a 0 para o Palmeiras, em casa, o time de Renato Portaluppi precisa vencer por dois gols ou mais de diferença para ficar com o hexa — ou decidir nos pênaltis em caso de vitória por um gol de diferença.



O torcedor gremista tem na memória viradas que servem para dar esperança. Na sua história recente, o Grêmio conseguiu diversos finais felizes em mata-mata depois de um começo complicado. Com o objetivo de inspirar o time de Renato, GZH selecionou alguns:


Brasileiro de 1996 - Final

Portuguesa 2x0 Grêmio
Grêmio 2x0

Naquela época, o Brasileirão era disputado em turno único de todos contra todos, e os oito melhores times se classificavam ao mata-mata. Na grande decisão, a Portuguesa, embalada, fez 2 a 0 no Morumbi, gols do volante Gallo e do craque do time, Rodrigo Fabri.

Mas o Grêmio, que tinha conquistado a Libertadores em 1995, era um time com experiência. Na volta, no Estádio Olímpico, Paulo Nunes abriu o placar no primeiro tempo. No segundo, já no desespero dos 39 minutos, o Grêmio conseguiu o gol com Aílton, depois de uma rebatida do zagueiro César. Como o time de Felipão tinha a melhor campanha, ficou com o título na soma dos resultados iguais.

Libertadores 2007 - Oitavas de final

São Paulo 1x0 Grêmio
Grêmio 2x0 São Paulo

Um jogo que o Grêmio mostrou sua força como mandante. O Tricolor tinha a necessidade de uma vitória por dois gols de diferença, já que havia perdido no Morumbi por 1 a 0, e conseguiu. No Estádio Olímpico, o Grêmio venceu o São Paulo por 2 a 0 e avançou às quartas da Libertadores. Tcheco fez o primeiro, na etapa inicial, e Diego Souza, na época ainda como meio-campista, decretou a classificação gremista no segundo tempo.

Libertadores 2007 - Quartas de final

Defensor 2x0 Grêmio
Grêmio 2 (4)x(2) 0 Defensor

O time do Grêmio que chegou à final da Libertadores de 2007 era raçudo. Assim como foi nas oitavas, diante do São Paulo, o Tricolor precisou se recuperar em casa de um resultado ruim fora nas quartas, contra o Defensor, do Uruguai. Desta vez, uma diferença ainda pior.

Isso porque na primeira partida, fora de casa, perdeu por 2 a 0. Na volta, decretou o mesmo placar para levar a disputa para os pênaltis. Tcheco e Teco foram os autores dos gols.

Na disputa dos pênaltis, a pontaria dos uruguaios não estava calibrada. Eles assinalaram dois, e o Grêmio, quatro. Resultado: Tricolor nas semifinais. O time ainda passaria pelo Santos antes de perder a final para o Boca Juniors.

Libertadores de 2013 - Fase preliminar
LDU 1x0 Grêmio
Grêmio 1 (5)x(4) 0 LDU

Esse embate foi um típico confronto de Libertadores. Nervoso, disputado, brigado e até com problemas na arquibancada. Alia-se a este contexto o fato de ter sido a primeira partida oficial da Arena. Precisa de mais? Decisão por pênaltis.

Assim, após ganhar por 1 a 0 no tempo normal, gol de Elano, o Grêmio superou a LDU nas penalidades e se classificou à fase de grupos da competição continental daquele ano.

Libertadores de 2019 - Quartas de final

Grêmio 0x1 Palmeiras
Palmeiras 1x2 Grêmio

Um jogo que tem um lugar especial na memória gremista. Depois de perder o primeiro duelo em Porto Alegre por 1 a 0, o time de Renato ainda saiu perdendo para o Palmeiras na partida da volta, no Pacaembu.



No entanto, contou com a atuação decisiva de Everton Cebolinha para virar e ficar com a vaga à semifinal do torneio. O atacante fez o gol de empate e construiu uma linda jogada, passando por cinco adversários, para Alisson marcar o segundo. A classificação ocorreu por conta dos gols marcados fora.

Grêmio, Copa do Brasil

LEIA TAMBÉM: Pedro Geromel treina normalmente e vê retorno aos gramados se aproximar

Com legado vitorioso, Renato se despede do Grêmio após trajetória vitoriosa





Comentários



Doces lembranças d epoca q tinhamos time.Hoje so decepção e teimosia.

O gremio era temido por seus adversarios pela raça. No caso era!

Leco Silva     

A bosta do Alisson novamente??? so fez o segundo gol porque não tinha goleiro e nem zaga estavam todo disputando a jogada com o cebolinha quero mais e que perca pro presidente ver a merda que esta fazendo com o clube chega de Renato e seus bruxos # fora Renato

Victor Finamor     

Só não podemos esquecer que o cebolinha foi vendido e não temos mais um jogador tão decisivo como ele. O nosso time hoje é uma porcaria.

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

20/4/2021


Novo treinadaor? - 18:02 (0)

Como Tiago Nunes montará o Grêmio?















19/4/2021