Grêmio venceu apenas um dos sete jogos em que cometeu pênalti na temporada


Fonte: GZH

Foto: Félix Zucco
Desde que chegou ao Grêmio, no começo de 2020, Vanderlei encarou oito cobranças de pênaltis dentro dos 90 minutos regulamentares de sete partidas, e ainda não conseguiu defender nenhuma delas. As cobranças a 11 metros do gol foram fatais no Gauchão e no Brasileirão. Apenas uma vitória aconteceu nessas circunstâncias. O aproveitamento do Tricolor nos sete jogos em que cometeu pênalti na atual temporada é de 28,5% (seis pontos em 21 disputados).

Somente contra o Novo Hamburgo, no Gauchão, o Tricolor levou a melhor e venceu, mesmo sofrendo o gol de pênalti. Em três jogos, empatou, e em outros três perdeu.

A única vitória foi em agosto, contra o Novo Hamburgo, na semifinal do segundo turno do Campeonato Gaúcho, quando o Tricolor venceu por 4 a 3, mas Zé Mário descontou, de pênalti. Depois, Gabigol, do Flamengo, Iago Maidana, do Sport, Thiago Galhardo, do Inter, Marinho, do Santos, duas vezes, e Hyoran, do Atlético-MG, também converteram suas cobranças e tiraram 15 pontos do time de Renato no Brasileirão. A mais recente foi de Edenilson, nos acréscimos do Gre-Nal 429, no último domingo (24).

Danrlei, goleiro multicampeão com o Grêmio nos anos 1990, dá detalhes de como é sob as três traves em uma cobrança de pênalti, . "É um duelo pessoal" e "um momento separado do restante do jogo", explica o ex-goleiro.

— Se o goleiro estiver em um dia forte, por exemplo, o batedor vai se pressionar mais para caprichar porque sabe que tem chance maior de defesa — comenta Danrlei:

— Isso pode ser uma vantagem para o goleiro, porque forçaria um erro, mas também depende de quem está cobrando.

O ídolo gremista compara as preparações de sua época de jogador e da atual complexidade das análises de desempenho. Ele diz que gostaria de receber as estatísticas de como cada batedor da equipe adversária costuma executar suas finalizações nesta situação.

— Queria ter as informações de quem cobra. Eu precisava ler, naquele momento específico, tudo o que estava acontecendo com o jogo, comigo e com o batedor. Hoje, o goleiro, pelo menos, já parte da estatística de onde o cobrador costuma mandar a bola — pondera.









Grêmio, Estatística, Pênaltis

LEIA TAMBÉM: Venda de Pepê ao Porto é a terceira maior da história do Grêmio; veja o ranking

LEIA TAMBÉM: Atender Renato ou manter controle? Grêmio vê impasse para próxima temporada





Comentários



Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

8/3/2021








7/3/2021