Valor, garantias, percentual em futura venda e exames: os detalhes envolvidos na negociação de Pepê com o Porto

Atacante permanecerá no Grêmio até julho


Fonte: GaúchaZH

Foto: Lauro Alves / Agencia RBS
A imprensa portuguesa trata neste final de semana da negociação envolvendo Grêmio, Porto-POR e Pepê como algo que será concretizado nos próximos dias, mas que só terá o desfecho em julho. Os principais jornais, como Record, A Bola e O Jogo falam do alinhamento entre as partes envolvidas e confirmam os termos divulgados pelo jornalista André Hernan, do Grupo Globo, na última sexta-feira (15).



LEIA TAMBÉM: Grêmio renova discurso e mantém aposta em duelos diretos no Brasileirão


O acerto vem sendo costurado nos últimos dias e apesar do Porto tentar levar o jogador até o fechamento da janela de transferências de Portugal, em 4 de fevereiro, a decisão da diretoria gremista de manter o atacante até o segundo jogo decisivo da Copa do Brasil, contra o Palmeiras, que poderá ser disputado em 17 de fevereiro ou 7 de março, de acordo com o resultado dos paulistas na final da Libertadores, pesou nos detalhes finais do acordo que está sendo elaborado.

O Grêmio não jogará sem o Pepê. Teremos como premissa essa segurança. Não tratamos mais isso como problema ou situação, vamos tê-lo sem sombra de dúvida para esses jogos finais. Quero tranquilizar a torcida. Tem muita expectativa e certeza, um sentimento forte de que o Pepê estará conosco nessa decisão, seja em que dias forem — garantiu o presidente Romildo Bolzan Junior, em entrevista ao programa Show dos Esportes, da Rádio Gaúcha, na última quinta-feira.

A pedida inicial do Grêmio era de 20 milhões de euros (R$ 127,8 milhões), mas como o clube definiu que não vai liberar imediatamente, o Porto ofereceu um outro modelo de negócio, com valor um pouco menor, 15 milhões de euros (R$ 95,9 milhões), e com pagamento parcelado. Dessa forma, garantias bancárias deverão ser apresentadas para que os contratos sejam firmados. Um percentual (15%) em futura transação envolvendo o jogador que completará 24 anos em fevereiro também fará parte do acordo.

Outros detalhes que estão sendo analisados são a contratação de um seguro para Pepê, em caso de lesão, ou até mesmo a colocação de uma cláusula que encerre a negociação caso ele se machuque enquanto estiver atuando pelo Tricolor e não possa se apresentar em condições de atuar no verão europeu.

Na última sexta, após o empate diante do Palmeiras, em São Paulo, o vice-presidente de futebol do Grêmio, Paulo Luz, admitiu as tratativas com os portugueses.

Estamos mantendo conversações, mas não há nada definido. Desde que conseguimos a classificação para a final da Copa do Brasil, o departamento de futebol e a presidência do clube definiram que o Pepê estaria presente até o final da Copa do Brasil e do Brasileirão. Isso é definido. Se as negociações avançarem, asseguramos que ele estará conosco — disse o dirigente.



Quando todos os detalhes foram ajustados pelas partes, Pepê deverá realizar exames médicos. Segundo o jornal A Bola esta etapa poderá ser realizada no Brasil. Procurado por GZH, o representante do atleta, Adriano Spadotto, não retornou as mensagens da reportagem até o momento.





Grêmio, Pepê, Detalhes, Venda, Valores, Porto, Imortal

LEIA TAMBÉM: Venda de Pepê ao Porto é a terceira maior da história do Grêmio; veja o ranking

LEIA TAMBÉM: Atender Renato ou manter controle? Grêmio vê impasse para próxima temporada





Comentários



Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

8/3/2021







7/3/2021