[COMENTE] Vender ou não vender: para você, qual o melhor futuro para Everton Cebolinha?


Fonte: -

Uma das joias do futebol brasileiro continua bastante cobiçado no mercado da bola. Mesmo com a paralisação dos campeonatos devido à pandemia de Covid-19, os clubes europeus monitoram e tentam investir em Everton Cebolinha, destaque do Tricolor Gaúcho. O Napoli, da Itália, parece ser o destino mais provável do atacante, que também é observado por Borussia Dortmund, da Alemanha e Everton, da Inglaterra. Mas nós queremos saber de você: qual o melhor futuro para Cebolinha? Vender ou ficar?



LEIA TAMBÉM: Grêmio quer fatia de R 120 milhões de parceiros para vender Cebolinha ao Napoli


O Grêmio confirmou que autorizou o Napoli a negociar com os representantes de Everton, mas apesar de especulações surgirem sobre a recusa de uma primeira oferta, a diretoria garante que até o momento não recebeu nenhuma proposta oficial dos italianos pelo seu principal jogador.

O clube gaúcho, além do mais, deixa claro que não aceita vender o camisa 11 por 25 milhões de euros (cerca de R$ 152 milhões, na cotação atual), como especulado na imprensa italiana. O preço para abrir negociações seria de 30 milhões de euros (R$ 182 milhões).

Os italianos rondam o futebol do Cebolinha desde a temporada passada. Porém, há cerca de um mês, não há conversas entre os dirigentes do Napoli e o presidente Romildo Bolzan. Já Everton, da Inglaterra, e Borussia Dortmund, da Alemanha, também interessados no camisa 11, até o momento, não apresentaram propostas.

Vale ressaltar que o impacto da pandemia também tem um efeito na negociação. O Imortal está ciente que as negociações de qualquer jogador não serão realizadas no mesmo patamar de antes, quando o mercado começar a se movimentar novamente.

Recentemente, em entrevista ao jornal Gazzetta dello Sport, o presidente do Napoli, Aurelio De Laurentiis, deixou claro que não subirá mais o que ofereceu: 27 milhões de euros (R$ 162,83 milhões).

O Grêmio detém 50% dos direitos econômicos de Everton. O restante é dividido entre o empresário Gilmar Veloz (30%), o investidor Celso Rigo (10%) e o Fortaleza (10%). O contrato do jogador, renovado recentemente, vai até o final de 2023, com multa de 120 milhões de euros (R$ 729 milhões).



E para você, torcedor? Cebolinha deve permanecer ou deixar o Grêmio?


Grêmio, Comente, Everton, Mercado, Saída, Europa, Napoli, Bolzan, Imortal

FGF mantém rodada de clássicos na retomada e Gauchão terá final em dois jogos; confira

Vai voltar! Reunião da Conmebol define volta da Libertadores; veja quando





Comentários



Pramim tem que vender é um grande jogador mas ta na hora de brilha lá fora nunca vou esquecer todos os títulos pelo meu Grêmio

Como torcedor do gremio venderia sim. O clube vive proncipalmente da formação de jogadores. Formou vendeu, tem gente na fila. O clube precisa se manter e subsistir pra ser o imortal tricolor. Tenho dito. E que assim sela. Amem.

Como torcedor quero que fique mais ele tem que o futuro dele pelo menos não foi mascarado para continuar jogando no gremio como fez o luan

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

12/7/2020





11/7/2020