Diego Souza cala críticos, continua homem Gre-Nal e iguala Everton como artilheiro de 2020

Centroavante soma três gols em três jogos seguidos pelo Tricolor. Último deles foi no último sábado, no clássico 423, ao classificar à final do 1º turno do Gauchão


Fonte: Globoesporte.com

Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA
Já estava nos acréscimos do segundo tempo, aos 46 minutos, quando Diego Souza desgarra-se da marcação de Víctor Cuesta, infiltra sozinho na área e cabeceia firme para o fundo das redes. Era o gol da vitória do Grêmio, da vaga à final do turno do Gauchão e que o alça a condição de “homem Gre-Nal” ao centroavante.



LEIA TAMBÉM: "Botei mais um jogador para equilibrar o setor", explica Renato sobre os três volantes


Criticado quando contratado pelo Tricolor por conta de sua má fase na carreira, Diego Souza tem feito valer o que disse em sua apresentação oficial: a resposta do trabalho vem no campo. E tem vindo mesmo. Afinal, em três jogos seguidos pelo time, já tem três gols em cada partida.

- Isso não é à toa. Trabalho bastante e agradeço muito a Deus pela oportunidade que estou tendo, à minha família que sempre torce por mim. E esse grupo que me recebeu muito bem. O mínimo que que posso fazer é dar meus 100%. Claro que ainda é o início, temos muitas coisas a melhorar, poucos jogos. Mas com esses jogadores que temos, próximos ali, as coisas facilitam bastante - disse na saída de campo.

Aos 34 anos - fará 35 em junho -, Diego estava em baixa no Botafogo na última temporada. Chegou ao Grêmio com críticas por parte da torcida, mas com o respaldo de Renato Gaúcho. Com a recuperação do jogador, o técnico valoriza a contribuição do pupilo.

Quanto ao Diego, não temos que dar resposta para ninguém. Vocês (imprensa) fazem o trabalho de vocês, criticam, elogiam. Quando trazemos um jogador, trazemos sempre no melhor nível e no melhor pro clube — falou o treinador após o Gre-Nal.

Invicto em Gre-Nais

O bom começo no Grêmio divide espaço com o histórico em Gre-Nal. Depois de 13 anos, a história repetiu. Diego Souza segue sem saber sequer o que seja empatar um clássico gaúcho. Em 2007, treinado pelo técnico Mano Menezes, o então meia ajudou ao Tricolor a sair vitorioso nos dois disputados.

Naquele ano, não houve Gre-Nal pelo Gauchão, por uma eliminação precoce do Inter. Restou então o Brasileirão para a disputa dos clássicos. No primeiro turno do Brasileirão, o Grêmio ia ao Beira-Rio após a perda do título da Libertadores para o Boca Juniors. Mas lá estava Lúcio e Diego Souza para marcarem os 2 a 0 da vitória gremista.

No returno, outros três pontos somados ao Tricolor. Jogando no Olímpico, Diego Souza foi titular na vitória gremista com gol do zagueiro Léo, hoje no Cruzeiro.

Disputa com Everton pela artilharia

Com o gol de cabeça no Gre-Nal, Diego Souza confirmou o cartão de visitas como centroavante do Grêmio. De quebra, já mostra que a dobradinha com a assistência de Everton pode dar certo na temporada.

São apenas 250 minutos em campo, mas com três gols marcados. Aliás, Diego Souza igualou o parceiro Everton na artilharia gremista da temporada. O Cebolinha tem o mesmo número de gols até o momento, mas em 449 minutos.



Resta saber se Diego Souza terá força para acompanhar a evolução de Cebolinha. Afinal, desde que Everton estreou pelo Grêmio em 2014, a cada ano tem superado sua marca de gols. Ano passado foram 20. Faltam 18 para ultrapassar a alcançar o feito de 2019.


Grêmio, Diego Souza, Gauchão, Gre-Nal, Everton, Imortal

Dois ônibus, protocolos e até sede no Brasileirão: veja como será o planejamento do Grêmio para treinar em SC

PDT coloca Bolzan como candidato ao Governo do RS em 2022; presidente do Grêmio se manifesta





Comentários



Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

7/7/2020


janela de transferência - 18:28 (0)

Revelação da base entra na mira de times Italianos








6/7/2020