Grêmio projeta iniciar 2019 com mudanças em CT da base

Reforma em centro de treinamentos na região metropolitana de Porto Alegre é pensada em três fases


Fonte: Globo Esporte

CFT Hélio Dourado passará por reformas (Foto: Rodrigo Fatturi/Grêmio)
O elenco principal e os cofres do Grêmio beberam da fonte constantemente nos últimos anos. A categoria de base do clube gaúcho tem sido um dos principais pilares da reestruturação financeira e esportiva. Por isso, o Tricolor não irá deixar de investir na área. O Centro de Formação e Treinamento Presidente Hélio Dourado, em Eldorado do Sul, na região metropolitana de Porto Alegre, passará por melhorias para a temporada de 2019, na primeira fase do processo de remodelação do local.



A estrutura do CT para os jovens passará por uma reforma. Por meio da Lei de Incentivo ao Esporte, o clube conseguiu captar R$ 1 milhão dos R$ 2,3 milhões necessários para a primeira fase do projeto. Serão construídos refeitório e residências provisórias.

Planejamento para o CT Hélio Dourado

Fase 1: refeitório e residências provisórias (R$ 2,3 milhões)
Fase 2: residências permanentes e fisicultura
Fase 3: auditório e áreas de convivência
Melhoria adicional: iluminação

As obras estão previstas para iniciar em 60 dias. Em março de 2019, quando a base retornar para a próxima temporada, a intenção é receber os garotos já de "casa nova".

- Temos uma parcela significativa de doação. Nos permite a construção do refeitório que vai ser utilizado depois para atender os atletas hospedados na residência. Até o final deste ano, teremos liberação de recursos do próprio clube, que o Conselho de Administração está nos concedendo, para construção da residência, mesmo de forma transitória. E algumas outras medidas de revitalização de acesso, portaria, sistema de segurança, para dar mais conforto para os familiares - revela o assessor da presidência na base, Gustavo Schmitz, ao GloboEsporte.com.

A segunda fase do projeto de reestruturação do local prevê a construção das residências permanentes, para abrigar todas as categorias do clube, e o prédio da academia e fisicultura. A terceira parte prevê auditório e área de convivência. No total, o projeto custará R$ 8,8 milhões. O planejamento é ter as moradias construídas durante 2019.

Os recursos devem ser novamente captados por meio de doações pela Lei de Incentivo ao Esporte, mas também com dinheiro próprio destinado para a base pela diretoria gremista. Há uma garantia de que valores do Mecanismo de Solidariedade da Fifa serão utilizados para a reforma. Recentemente, a compra de Douglas Costa pela Juventus rendeu R$ 5 milhões ao Tricolor.

Outra intenção do Tricolor é iluminar o estádio do CT. Sem luz, o time não pode realizar jogos à noite, embora o local esteja homologado pela CBF para sediar partidas do Brasileirão Sub-20 e de Aspirantes, por exemplo. Isso gera um gasto em aluguel. Há duas semanas, o Grêmio precisou enfrentar a Chapecoense, pelo Brasileirão de Aspirantes, no Estádio do Vale, em Novo Hamburgo.


Comentários



Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

19/7/2018








18/7/2018




Rodada #13 - 11:02 (0)

Grêmio x Atlético-MG