Com gol de Bressan, Grêmio vence o Santos e fica mais próximo de vaga à Libertadores

Zagueiro gremista marcou após cobrança de escanteio no primeiro tempo


Fonte: Diário Gaúcho

Com gol de Bressan, Grêmio vence o Santos e fica mais próximo de vaga à Libertadores
Foto: Fernando Gomes / Agencia RBS

O horizonte da Libertadores abriu-se em definitivo para o Grêmio. A vitória por 1 a 0 conta o Santos, na Arena, nesta quinta-feira, consolidou a equipe na terceira colocação, nove pontos distante do clube paulista, um concorrente direto no G-4. Menos de 11 mil pessoas compareceram ao estádio, numa noite em que a chuva assustou a torcida e o trânsito esteve perto de entrar em colapso por conta das ruas alagadas.

O começo do Grêmio foi forte. Com menos de um minuto, Luan, dentro da área, já arrematava rasteiro, para fora. Aos dois, tendo apenas Vanderlei pela frente, Giuliano chutou muito alto. O adversário, contudo, era qualificado e não demorou a responder. Primeiro, com Marquinhos Gabriel, que deixou Walace e Geromel para trás e concluiu alto. A chance seguinte seria ainda mais clara. Foi a 10 minutos, na cobrança de falta de Lucas Lima, que acertou a trave esquerda.

O Santos se organizava a partir do talento de Lucas Lima, que descobria espaços e investia pelo lado esquedo com dribles sobre os marcadores, alguns deles parados com falta por Geromel. Quando não concluía, o meia usava os passes precisos para servir Marquinhos Gabriel e Gabigol.

Com Douglas e Giuliano marcados, o Grêmio respondia através dos avanços dos volantes Wallace e Maicon. Diferentemente de outras partidas, em que tinha na velocidade o ponto forte, o Grêmio apostava numa pacienciosa troca de passes par abrir espaços. Também tentava os cruzamentos com maior frequência, em busca de Bobô, a referência na área. Foi assim a 18 minutos, quando o centroavante cabeceou para fora. Ficava claro que a equipe já controlava um adversário perigoso. Até que, a 26 minutos, Douglas bateu escanteio da esquerda, Geromel atraiu a marcação e Bressan, quase sem saltar, venceu Vanderlei com um cabeceio forte. O gol era o espelho fiel da superioridade gremista. Tanto que o Santos só esboçaria reação quase no final do primeiro tempo, em chute rasteiro de Gabigol que Bruno Grassi mandou a escanteio.

Faltou imposição ao Grêmio no segundo tempo. Tanto na frente, com Bobô controlado pela marcação, e na frente da área, onde o Santos, sempre por Lucas Lima, conseguia criar. Só não oferecia maior perigo pela exuberância de Geromel, sempre efetivo nos cortes. Ainda assim, Bruno Grassi foi forçado a intervir em chutes de Marquinhos Gabriel e Gabigol.

Roger Machado trocou Bobô por Pedro Rocha em busca de uma resposta. Que quase veio a 26 minutos, em jogada de Walace que Pedro Rocha concluiu sobre Vanderlei. Dois minutos mais tarde, o atacante tentou de novo, mas o chute saiu alto.

O jogo seguiu aberto. Sem a inspiraçãoa de Luan, o Grêmio insistia sem sucesso nos lançamentos para Pedro Rocha. O Santos, mais técnico, assustou aos 40 minutos em chute de Gabigol. E mais não fez.




VEJA TAMBÉM
- ATENÇÃO! Reforço está em análise no Grêmio
- VÃO PRO JOGO! Jornalista revela novidades de Renato Gaúcho para o Grenal
- O Grêmio dos 45 minutos finais contra o Santa Cruz me empolga





Comentários



Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

21/2/2024








20/2/2024