Dirigente do Grêmio critica CBF e reforça posição do clube


Fonte: -

Dirigente do Grêmio critica CBF e reforça posição do clube

Com o adiamento das partidas de Grêmio, Internacional, Juventude e outros clubes gaúchos de diversas divisões, cresce a discussão sobre a paralisação total do futebol brasileiro. O Rio Grande do Sul enfrenta um desastre climático sem precedentes, com 149 mortes confirmadas e mais de 2 milhões de pessoas afetadas pelas enchentes. O Tricolor Gaúcho é um dos clubes que mais pressionam para que a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) antecipe a decisão de realizar um Conselho Técnico, marcado inicialmente para o dia 27 de maio. Até a noite da última segunda-feira (13), 15 dos 20 clubes da elite do Brasileirão já haviam se manifestado a favor do adiamento das rodadas do campeonato.

Rival do Grêmio na Libertadores entra na onda de solidariedade e envia doações para Porto Alegre.

Saiba como ajudar o Rio Grande do Sul com as Gurias GFBPA
Imagem: Lucas Uebel/ GFBPA

Eduardo Magrisso, vice-presidente do Conselho de Administração do Grêmio, criticou a postura da CBF, declarando: "A CBF marca reuniões de uma hora para outra, como foi o sorteio da Copa do Brasil. Aconteceu de um dia para o outro. Reuniões por vídeo acontecem quando é conveniente. Poderia ser até hoje". O dirigente gremista opinou ainda sobre a forma de votação que acredita ser a melhor em relação à paralisação do futebol brasileiro, sugerindo a aprovação por maioria simples na assembleia.



VEJA TAMBÉM
- Grêmio negocia com Rodrigo Caio e Renato comenta paralisação após chuvas no Sul
- O futebol não tem coração
- Detalhes da Camisa III do Grêmio para a Temporada 2024






Comentários



Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

24/5/2024

23/5/2024