JP Galvão está confiante em retomada e deseja permanecer no Grêmio


Fonte: -

JP Galvão está confiante em retomada e deseja permanecer no Grêmio

João Pedro Galvão iniciou 2024 com expectativa de enfim deslan)/i.s3.glbimg.com/v1/AUTH_bc8228b6673f488aa253bbcb03c80ec5/internal_photos/bs/2024/w/s/0DUiACTByRl5SPZGePWQ/diego.jp.jpg"/>

Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Com a saída do astro uruguaio, JP iniciou a temporada como titular e com a confiança do técnico Renato Portaluppi. Foi o homem de referência no ataque nos primeiros nove jogos da temporada, com três gols marcados no Campeonato Gaúcho. Com a chegada de Diego Costa, naturalmente foi para o banco de reservas. O comparativo com o novo artilheiro gremista, aliás, aumentou a bronca da torcida com JP. Mas, internamente, a concorrência entre os dois é saudável e eles construíram uma amizade logo de cara.

– Diego é um grande jogador e uma grande pessoa também. Nos conectamos já no começo. Aquele abraço exemplifica o que é nossa relação. Estou muito feliz pelo momento que ele está vivendo e ele sabe disso. Nos ajudamos muito, é mais do que merecido que ele viva esse momento. O Diego trabalha muito e quer o bem da equipe. Faz gols e também ajuda de outras formas. Tenho certeza que vai fazer uma grande temporada, foi uma escolha certa pra gente – comentou.

O auge da carreira do atacante foi no Cagliari, da Itália, clube pelo qual disputou oito temporadas com 86 gols marcados. Essa fase já foi usada como exemplo mais de uma vez quando Renato protegeu o jogador em entrevistas. O sucesso no Calcio foi tão grande que recebeu a camisa 10, faixa de capitão e tirou a cidadania italiana para defender a seleção do país, convocado por Roberto Mancini, nas Eliminatórias da Copa do Catar. Esse nível, porém, ainda não foi visto em Porto Alegre. Não é incomum em jogos na Arena ouvir algumas vaias quando o atacante tem o nome citado. É bem verdade que no ano passado isso era mais recorrente.

– Sou maduro o bastante para entender como as coisas são. Tive a sorte de viver a geração pré-redes sociais e gosto do torcedor que vai ao estádio, vibra e torce. A crítica ou vaia quando as coisas não vão bem também faz parte. Sempre dei o meu melhor e me sacrifico muito pelo bem do time. Sempre respeitei o Grêmio e sua grandeza desde o primeiro minuto. Escolhi e fui escolhido para estar aqui. Abri mão financeiramente e sei do sacrifício que fizeram para eu vir. Meu pensamento não mudou, a única coisa que importa é que o Grêmio vença – respondeu.

O camisa 11 está emprestado ao Grêmio pelo Fenerbahçe, da Turquia, com vínculo até junho. A permanência em Porto Alegre ainda é incerta. Dirigentes e estafe do jogador ainda não conversaram sobre o assunto. Por isso, o atacante tem priorizado o campo para melhorar o desempenho e ali na frente discutir a permanência ou saída.

– Meu contrato de empréstimo acaba em junho. Quando cheguei no Grêmio a intenção sempre foi ficar, assim como hoje. Nada mudou. Hoje meu foco é melhorar e conquistar coisas com o Grêmio. Vai ter o momento certo de sentar e pensar no futuro – finalizou.

Com André Henrique machucado, JP é a reposição imediata para Diego Costa. Das 15 partidas que fez neste ano, 10 foram como titular e cinco saindo do banco de reservas. No total, são 30 jogos pelo Tricolor, com três gols e uma assistência.



VEJA TAMBÉM
- O futebol não tem coração
- Detalhes da Camisa III do Grêmio para a Temporada 2024
- Ex-grêmio acerta transferência para rival da série A em negociação surpresa






Comentários



Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

21/5/2024





20/5/2024