1Win

Gabigol tem desvalorização expressiva após saída do Flamengo para o Grêmio

Desvalorização de Gabigol preocupa Grêmio: jogador sofre queda no valor de mercado após punição por doping.


Fonte: -

Gabigol tem desvalorização expressiva após saída do Flamengo para o Grêmio

Com o Grêmio de olho, Gabigol tem tido uma queda surreal no valor de mercado no Flamengo. Após a punição por possível fraude em exame antidoping, o nome de Gabigol está em alta no futebol brasileiro, com o Tricolor atento à situação do jogador. No entanto, sua situação, tanto dentro quanto fora dos gramados, não é das melhores, como apontado pelo jornal O Globo. O site Transfermarkt avalia o atacante em nove milhões de euros, oito milhões a menos do que ele estava custando antes da punição. Vale destacar que, em seus melhores momentos pelo Rubro Negro Carioca, Gabriel Barbosa estava valendo mais de R$134 milhões.

Alvo do Grêmio, Gabigol tem queda SURREAL de valor de mercado
Imagem: Marcelo Cortes/CRF

No último dia 26 de março, o camisa 10 do Flamengo foi julgado pela Justiça Desportiva Antidopagem tarde. Em sessão que durou um pouco mais do que duras horas, a votação terminou em placar de 5 a 4 para a punição do atleta de 27 anos. Ele foi acusado de dificultar um exame no dia 8 de abril de 2023, mesmo que o teste tenha dado negativo no resultado. Na época, segundo os responsáveis pela procedimento, o jogador ignorou os profissionais, indo primeiro almoçar, os tratando com desrespeito. A punição para o craque flamenguista começou a valer a partir da última segunda-feira (1). Depois da repercussão da situação, Gabigol não foi nem relacionado para o primeiro jogo da final do ‘Cariocão 2024’, na vitória flamenguista de 3 a 0 sobre o Nova Iguaçu, no Estádio do Maracanã.



VEJA TAMBÉM
- Grêmio perde para o Vasco em São Januário na estreia do Brasileirão
- Tricolor escalado para o jogo contra o Vasco
- Veja a provável escalação do Tricolor para o jogo de hoje





Comentários



Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

15/4/2024








































14/4/2024