Análise: Grêmio passa por apagão, reage em virada, mas termina com empate indigesto

Em partida com mais gols desta edição do Brasileirão, o time de Renato passou por diferentes emoções: abriu 2 a 0 em seis minutos, mesmo tempo que levou a virada


Fonte: ge

Análise: Grêmio passa por apagão, reage em virada, mas termina com empate indigesto

Parecia que a noite em Itaquera seria diferente para o lado azul. Com menos de 30 minutos do primeiro tempo, o Grêmio vencia por 2 a 0 e indicava o fim do jejum de vitórias longe de casa. Porém, um apagão tricolor comprometeu o resultado no empate que teve duas viradas e oito gols , o maior número da atual edição do Brasileirão .

Corinthians 4 x 4 Grêmio - Melhores momentos - 15ª rodada do Brasileirão 2023

Claro que o lance que deu a tônica do pós-jogo não poderia ter sido esquecido. O tão reclamado pênalti não dado a favor do Grêmio poderia mudar a história do 4 a 4. Mas Renato e Alberto Guerra já trataram sobre o tema e nesta análise vamos nos resguardar a falar da bola rolando.

Leia também + Grêmio reclama de pênalti não marcado: "Vergonhoso" + Luan vira alvo de tênis e vaias e bateria pênalti no fim + Opinião de Maurício Saraiva: Grêmio empata com atitude

Diante de um time casca grossa, principalmente dentro de casa, o Tricolor começou a noite fazendo seus melhores 30 minutos da temporada. Aos 26 minutos do primeiro tempo, Cristaldo testava a bola para fazer o segundo gol gremista.

Antes disso, a aposta de Renato resolvia. Nathan foi a surpresa entre os titulares e abriu o placar na Neo Química Arena aos 20. O Grêmio dominava a partida e Gabriel Grando assistia ao jogo de um ângulo privilegiado.

Mas um apagão gremista no final do primeiro tempo mudou a história da partida. Os mesmos seis minutos que deram a vantagem, aparentemente confortável, cobraram seu preço. A equipe parece ter se desligado e aos 41 minutos Villasanti fez um pênalti infantil em Renato Augusto. Fábio Santos não desperdiçou e descontou para o Timão.

Suárez em empate do Grêmio — Foto: Marcos Ribolli

Suárez em empate do Grêmio — Foto: Marcos Ribolli

Já nos acréscimos da primeira etapa, o Corinthians foi para cima e o Grêmio simplesmente aceitou. Primeiro, Lucas Veríssimo subiu sozinho para fazer o segundo. Um minuto depois, Yuri Alberto apareceu no meio da defesa tricolor para fazer o terceiro corintiano. Tudo antes do intervalo. Tudo em seis minutos, entre 44 do pênalti e 50 do gol de Yuri.

- Hoje a minha conversa foi só sobre aqueles minutos. Hoje meu time jogou e jogou muito. Meu time joga para dentro. Não foi nem que não tiveram intensidade. Se desligaram, não ficaram focados no trabalho e o Corinthians virou. Depois voltaram com a mesma atenção. Dei os parabéns e só chamei atenção por aqueles minutos - avaliou o técnico Renato.

"O Grêmio foi garfado! Yuri Alberto jogou vôlei!", diz Quetelin | A Voz da Torcida

Em tese, era de se esperar que o Tricolor voltaria abalado do intervalo. Mas foi o oposto disso. Com as entradas de Ferreira e, principalmente, Galdino, o Grêmio reagiu. Aos cinco minutos, o camisa 13 pegou de fora da área e soltou uma bomba para empatar novamente.

Nessa altura do jogo, com 3 a 3 no placar, chamava atenção o fato de Suárez não ter deixado o dele. Mas o uruguaio guardou o primeiro gol longe da Arena neste Brasileirão. Após receber de Villasanti, bateu de bico para a segunda virada da noite no duelo.

Porém, foi um jogo de muitas oscilações. No caso do Grêmio, ao longo dos 90 minutos, apagou-se e acendeu novamente. E voltou a ter problemas. Aos 21 minutos, Giuliano recebeu dentro da área e fez valer mais uma vez a lei do ex marcando o gol de empate.

Corinthians x Grêmio gol — Foto: Marcos Ribolli / ge

Corinthians x Grêmio gol — Foto: Marcos Ribolli / ge

A expedição gremista ao estado de São Paulo voltou para Porto Alegre com apenas um ponto na bagagem. Apesar das duas partidas serem completamente diferentes, confirmou que quando o Grêmio está longe da Arena, não consegue manter um padrão e constância de jogo.

Foi uma partida cheia de altos e baixos. Mais uma vez, rendeu puxão de orelha no vestiário, apesar do treinador ter ironizado que deu um beijo na testa dos atletas no intervalo. Ao melhor estilo Renato de ser.

Por conta do apagão no final do primeiro tempo após estar ganhando de 2 a 0 e o pênalti não dado para o Grêmio aos 47 minutos da etapa final, pode-se dizer que foi um empate indigesto. Desde a última vitória fora de casa, contra o Bahia, em 1º de julho, essa foi a vez que o Tricolor esteve mais próximo dos três pontos.

Mas apesar do empate amargo, é possível afirmar também que dentre os últimos jogos como visitante, o Grêmio teve uma notável evolução, e logo diante do Corinthians. Agora, tem um confronto direto contra o Palmeiras em casa, mas se pode ter esperança em ser um visitante menos agradável aos adversários.

?? Ouça o podcast ge Grêmio ??

+ Assista: tudo sobre o Grêmio no ge e na TV

50 vídeos


VEJA TAMBÉM
- Clássico Gre-Nal 442: transmissão e escalações
- QUANDO VOLTA? Grêmio critica gestão da Arena por falta de informações básicas
- Retornos importantes para o Grêmio no clássico GreNal 442






Comentários



Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

22/6/2024






21/6/2024