Grêmio fora da Sul-Americana tem choro, temor por abalo e alerta de Felipão


Fonte: Uol Esportes

Imagem: Pedro H. Tesch/AGIF
A eliminação do Grêmio na Copa Sul-Americana, após derrota por 2 a 1 para a LDU, em Porto Alegre, trouxe de volta a tensão ao ambiente do clube. Logo depois da partida válida pelas oitavas de final, o volante Fernando Henrique caiu no choro. O veterano treinador Luiz Felipe Scolari fez alerta no vestiário e pelos corredores do clube voltou a pairar o temor de possível abalo psicológico no elenco.



O resultado, em si, não foi catastrófico — a despeito da eliminação em casa e após ter a melhor campanha da fase de grupos. O que torna a queda preocupante é a forma como aconteceu. O Grêmio venceu no Equador, saiu na frente em casa e levou a virada.


Ao longo da partida, a LDU teve mais a bola, e o Grêmio esperou para reagir. Mas a partir da virada equatoriana, aos 10 do segundo tempo, o time de Felipão foi obrigado a atacar. Mesmo empenhada, não criou grandes chances.


Na saída de campo, Fernando Henrique foi flagrado chorando. O volante, protagonista de lance com Jhojan Julio dentro da área, foi consolado por Victor Bobsin. A imagem do choro encaixa na breve descrição de ambiente feita publicamente, minutos depois.


"É um momento difícil, né? Todo grupo está sentindo muito", disse Alisson, meia-atacante do Grêmio, em entrevista coletiva após a partida.


Fernando Henrique foi quem tocou em Jhojan no lance que o VAR revisou e fez o árbitro de campo ir até a cabine. Após analisar as imagens, a arbitragem assinalou o pênalti. Felipão preferiu não falar muito da penalidade, mas indicou uma preocupação.


O treinador lamentou as chances perdidas, tanto em Quito como em Porto Alegre, e problemas de marcação. O sistema defensivo, que foi tão importante nos três jogos anteriores, falhou mais de uma vez contra a LDU na Arena do Grêmio.


A preocupação no Grêmio também é com o ambiente. Em um elenco recheado de jovens, o temor é que a eliminação em casa possa abalar o grupo.


"Agora é trabalhar bastante em cima dessa parte psicológica, mental, para que isso não influencie no jogo de sábado", comentou Felipão. "É ter a cabeça boa, psicológico forte. Temos que sentir, remoer mesmo, foi uma desclassificação que a gente não esperava, mas já buscar dar a volta por cima no próximo jogo", comentou Alisson.



O Grêmio volta a campo contra o América-MG, sábado (24), em Porto Alegre, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro.

#gremio #imortal #tricolor #eliminacao #sulamericana


LEIA TAMBÉM: Após derrota para o Bragantino, Grêmio chega a 8 jogos sem gols e se isola como pior ataque no Brasileiro




Comentários



Valdir Backes     

Trabalhar o psicologico e o mental dos jogadores? Aí estou louco..tem que trabalha o futebol, treinar, ser competitivo, intensidade de jogo, treina futebol...

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

2/8/2021









1/8/2021









Tática Didática - 12:25 (10)

[ANÁLISE] Um Grêmio que não engrena