André tira onda com Diego Souza por vitória do Sport contra o Grêmio pelo Brasileirão

Centroavantes são amigos de longa data no futebol


Fonte: gremistas.net

Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA
Com passagem bem pouco destacada com a camisa do Grêmio entre 2018 e 2019, o centroavante André saiu vencedor com o Sport no reencontro desta quinta-feira, na Ilha do Retiro, onde os mandantes venceram por 1×0 com gol de falta desviada de Sander.



Após a partida, o capitão do Sport concedeu entrevista à reportagem do SporTV e ainda tirou onda com o amigo Diego Souza, aniversariante do dia, fazendo 36 anos.


“Primeiro dar parabéns, que é aniversário dele (Diego). Um presente de grego pra ele hoje a derrota. Não sou só eu, mas a torcida do Sport tem muito carinho por ele. É sempre bem-vindo. E futebol é assim. Quem decide às vezes é o que a torcida menos fala. Mas o Sander é o que mais trabalha. Nada mais justo ser gol dele para coroar nossa vitória. Agora é descansar para buscar um ponto fora”, colocou o atacante rival.


André, no final do primeiro tempo, ainda se estranhou com Geromel e os ânimos ficaram mais quentes, segundo relatos da reportagem do SporTV. O capitão gremista criticou em entrevista que o rival tenha tentado botar a arbitragem contra a equipe do Grêmio.



O Sport volta a campo no domingo, 20h30, fora, contra o Juventude. Já o Grêmio teve o jogo contra o Cuiabá adiado e só joga na quinta, dia 24, em casa, frente ao Santos.

#gremio #imortal #tricolor #andre #diegosouza #sport #brasileirao

LEIA TAMBÉM: Após derrota para o Bragantino, Grêmio chega a 8 jogos sem gols e se isola como pior ataque no Brasileiro




Comentários



Luis Rogerio     

Vao entrar voando contra o Santos e fechar a nossa boca por criticar e fazer 12 pontos nos proximos 4 jogos

O grêmio ta morto

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

2/8/2021









1/8/2021









Tática Didática - 12:25 (10)

[ANÁLISE] Um Grêmio que não engrena