Não assistiu ao jogo? Leia aqui o resumo e ficha técnica da partida entre Brasiliense e Grêmio pela Copa do Brasil


Fonte: Gremioavalanche.net

Foto: Reprodução / Twitter
O Grêmio está nas oitavas de final da Copa do Brasil. Depois de vencer o Brasiliense por 2 a 0 na Arena, na semana passada, o Tricolor fez um jogo burocrático nesta quinta-feira (10), no Estádio Serejão, em Taguatinga, mas suficiente para segurar o 0 a 0 e garantir, além da classificação, a premiação de R$ 2,7 milhões dada pela CBF para os classificados nesta terceira fase da competição.



LEIA TAMBÉM: Thiago Santos minimiza atuação da equipe e ressalta: "O importante era classificar"


No jogo que marcou a volta de Tiago Nunes à casamata após a covid-19, Diego Souza e Ferreira também retornaram. A dupla entrou no segundo tempo e ganhou ritmo para o confronto com o Athletico-PR, no próximo domingo, às 16h, pelo Brasileirão. A expectativa é de que a partida contra os paranaenses marque a reestreia de Douglas Costa com a camisa tricolor.

Mesmo com Rafinha, Diego Souza e Ferreira à disposição após o afastamento pela covid-19, o técnico Tiago Nunes optou por repetir em Taguatinga a mesma equipe que havia iniciado na vitória sobre o Brasiliense por 2 a 0, na Arena, na semana passada. A vantagem obtida em Porto Alegre deu o tom do jogo do Grêmio no primeiro tempo.

Bola em jogo!

O Tricolor entrou em campo em um ritmo lento e disposto a tocar a bola de forma pouco objetiva sem tentar ampliar a vantagem no placar agregado. Uma prova disso foi que o time gaúcho teve apenas uma finalização em todo o primeiro tempo. Ela veio um chute de fora da área de Lucas Silva que sequer chegou ao gol de Edson Sucuri.

Do outro lado, o modesto time do Brasiliense, que disputa apenas a Série D do Campeonato Brasileiro, também não fez muito para balançar as redes. A equipe treinada pelo ex-meia gremista Vilson Tadei iniciou marcando no seu campo de defesa, esperando o Tricolor mesmo com a necessidade de fazer dois gols para levar o confronto para os pênaltis.

Com o tempo passando e sem o Grêmio se expor, o Brasiliense até se arriscou mais, mas não demonstrava qualidade para criar situações de perigo.

A partida, assim, teve alguma emoção apenas nos acréscimos da primeira etapa em lance que começou com falha de Paulo Victor. O goleiro tocou mal a bola para Geromel, que precisou fazer a falta em Luquinhas na entrada da área. Zé Love cobrou e, após um bate e rebate, Sandy chutou e parou em Paulo Victor. Os mandantes ainda reclamaram de pênalti no lance por um desvio no braço de Walter Kannemann antes da defesa do goleiro gremista. O árbitro Wanderson Alves de Sousa entendeu como normal e o primeiro terminou em 0 a 0.

- A gente sabia da dificuldade que seria jogar aqui, mas o Tiago conversou sobre isso. Nosso intuito é sair daqui com a classificação – declarou Cortez na saída do gramado reconhecendo a dificuldade gremista na partida.

Tiago Nunes optou por já voltar para o segundo tempo com Diego Souza e Ferreira. Ricardinho e Léo Chú foram os escolhidos para deixar a equipe. A expectativa era de que o Grêmio pudesse ter um maior ímpeto ofensivo com a presença dos seus dois principais atacantes, o que aconteceu nos primeiros minutos, quando o time gaúcho ocupou o campo do Brasiliense.

Aos 3, Diego Souza fez uma bela jogada em lance em que invadiu a área e tocou de calcanhar para Lucas Silva, mas a defesa do Brasiliense fez o corte. Apesar da maior iniciativa gremista, os mandantes tiveram a primeira finalização da segunda etapa. Aos 7, Peninha arriscou da entrada da área e Paulo Victor, bem colocado, pegou firme. Logo depois, Luquinhas chutou de primeira em cruzamento de Zé Love e mandou por cima do gol.

A resposta gremista veio aos 13. Em posições invertidas, Diego Souza cruzou para Ferreira, que subiu mais alto que a zaga e cabeceou uma bola que passou perto da trave esquerda.

Tiago Nunes voltou a mexer no time aos 20 com a entrada de Luiz Fernando no lugar de Jean Pyerre, de má atuação. Com isso, Jhonata Robert passou a jogar como meia centralizado com o esquema sendo alterado para o 4-2-3-1.

Mesmo com a mudança, o Grêmio voltou a mostrar pouco ímpeto para tentar a vitória. Uma prova da satisfação gaúcha com o empate foi que o goleiro Paulo Victor chegou a levar cartão amarelo por fazer cera aos 27 minutos.

Qualquer esperança do Brasiliense de conseguir a classificação acabou aos 30, quando o Zotti acertou uma cotovelada em Luiz Fernando e deixou o time da casa com 10 homens. Na sequência, Maicon foi a campo no lugar de Lucas Silva. Em seu primeiro lance, o camisa 8 serviu Ferreira na área. O atacante chutou e acertou o travessão na melhor chance gremista de gol de uma partida que terminou mesmo em 0 a 0.

FICHA TÉCNICA
BRASILIENSE 0 X 0 GRÊMIO


Local: Estádio Boca do Jacaré, em Brasília (DF)
Data: 10 de junho de 2021, quinta-feira
Horário: 15h30 (de Brasília)
Árbitro: Wanderson Alves de Sousa
Assistentes: Felipe Alan Costa de Oliveira e Ricardo Junio de Souza

Cartão Amarelo: Peu, Lídio, Diogo, Vílson Taddei, Luquinhas, Zotti e Zé Eduardo (Brasiliense); Geromel (Grêmio)
Cartão Vermelho: Zotti (Brasiliense)

BRASILIENSE: Edmar Sucuri; Diogo, Badhuga, Keynan e Peu; Lídio (Tobinha), Sandy (Wagner Balotelli), Zotti e Peninha (Carlos Eduardo); Didira, Luquinhas (Didira) e Zé Eduardo (Victor Rangel)
Técnico: Vílson Taddei

GRÊMIO: Paulo Victor; Vanderson, Geromel, Kannemann e Cortez; Thiago Santos, Lucas Silva (Maicon) e Jean Pyerre (Luiz Fernando); Jhonata Robert (Victor Bobsin), Ricardinho (Diego Souza) e Léo Chú (Ferreira)
Técnico: Tiago Nunes



Veja os melhores lances da partida:








Grêmio, Resumo, Ficha Técnica, Brasiliense, Copa do Brasil, Imortal

LEIA TAMBÉM: Confira o relatório completo dos lesionados do Grêmio e o prazo de retorno




Comentários



O importante era classificar mas que jogo ruim,

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

23/7/2021









22/7/2021