Sem perder no banco, Tiago Nunes volta ao comando do Grêmio em busca da classificação na Copa do Brasil

Técnico não comanda o Tricolor há duas semanas, quando time teve única derrota desde sua chegada, e se recuperou da Covid-19


Fonte: Globoesporte.com

Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA
Após duas semanas e recuperado da Covid-19, Tiago Nunes voltará a comandar um jogo do Grêmio. Ele terá duas principais missões: classificar na Copa do Brasil e defender o desempenho de 86% desde que chegou. A ocasião será nesta quinta-feira, no Estádio Boca do Jacaré, diante do Brasiliense, pelo jogo de volta da terceira fase. Na ida, vitória Tricolor por 2 a 0.



O treinador testou positivo para a Covid-19 no dia 30 de maio. Ele havia apresentado sintomas gripais, teve resultado negativo, mas mesmo assim não viajou com a delegação para a estreia no Brasileirão.


Tiago não comandou o Grêmio nos últimos três jogos. Primeiro, diante do La Equidad, quando o time de transição viajou e trouxe um empate e a já confirmada vaga nas oitavas de final da Sul-Americana.


Depois, já com acometido pela Covid-19, o técnico viu seu auxiliar Evandro Fornari comandar o Grêmio na derrota para o Ceará. Mas Fornari também testou positivo. Coube ao analista e auxiliar Pedro Sotero ser o interino nas vitórias sob Brasiliense, pela Copa do Brasil, e Santa Cruz, na Recopa Gaúcha.


Assim, após duas semanas, Tiago volta a beira do gramado para liderar o Grêmio. Ele terá uma missão principal nesta tarde, óbvia: classificar às oitavas de final da Copa do Brasil. Ao mesmo tempo, defenderá seu bom desempenho.


Desde que chegou ao Grêmio, o time detém um desempenho de 86,1%, com 10 vitórias. Há apenas um empate e uma derrota no currículo. Sem contar a média de três gols marcados e um sofrido a cada jogo.


Grêmio desde a chegada de Tiago Nunes:

Jogos: 12
Vitórias: 10
Empates: 1
Derrotas: 1
Aproveitamento: 86,1%
Gols marcados: 36
Gols sofridos: 12
Títulos: 2 (Gauchão e Recopa Gaúcha)


A única vez que empatou foi em 1 a 1 com o Inter, no jogo de volta da final do Gauchão, que lhe rendeu o primeiro título pelo clube. A derrota por 3 a 2 para o Ceará, na estreia do Brasileirão, foi justamente quando esteve afastado pela doença.


Mudanças à vista

Na conquista da Recopa Gaúcha, o Grêmio utilizou um time reserva, apesar de ter relacionado vários dos titulares. A equipe que venceu o Brasiliense no jogo de ida poderá ser praticamente repetida.


Praticamente porque Rafinha, Ferreira e Diego Souza estão recuperados da Covid-19 e foram relacionados para a partida. Mas fizeram apenas três treinos completos com o grupo após o período afastado.



A tendência é que um trio de garotos substitua a trinca titular. Vanderson, Léo Chú e Ricardinho devem começar a partida de logo mais. Eles se consolidam cada vez mais como alternativas imediatas, embora Vanderson detenha tal papel há mais tempo que os outros dois.



Como venceu o o jogo de por 2 a 0, o Grêmio pode até perder por um gol de diferença que avança para as oitavas de final. O Jacaré precisa vencer por três ou mais gols de diferença. Caso vença com dois gols de vantagem, a decisão vai para o pênaltis.

#gremio #imortal #tricolor #tiagonunes #copadobrasil #brasiliense

LEIA TAMBÉM: Veja as explicações da queda de rendimento após nova derrota do Grêmio no Brasileirão

Com duas derrotas, Grêmio tem pior início no Brasileirão de pontos corridos




Comentários



Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

14/6/2021


















13/6/2021