Pacotão do Grêmio: café com Felipão, 1º gol de Bastos e pedidos de pênaltis

Grêmio saiu na frente, mas São José empatou no Cristo Rei no domingo


Fonte: globoesporte.com

Em campo neutro, o São José recebeu o Grêmio no Cristo Rei na tarde de domingo para jogo da última rodada classificatória do Gauchão. Local que o técnico Felipão conhece bem. Foi onde se criou dentro do futebol, e onde guarda amizades. Tanto que reservou um pouco do seu tempo antes da partida para tomar café com uma antiga amiga, que hoje tem 91 anos. Bate-papo bem-humorado que foi um pouco abalado durante os 90 minutos de partida. O Tricolor saiu na frente, mas sofreu o empate e encerrou a primeira fase em segundo lugar na tabela.

Com a bola rolando, o Grêmio usou dois uniformes. Teve de trocar de roupa no intervalo para diferenciar melhor as equipes no gramado. Teve reclamações em lances duvidosos para os dois lados. Os dois times pediram pênalti no segundo tempo, mas não levaram. E apesar de ver o São José empatar, o Tricolor comemorou o gol que abriu o placar. Um gol que vinha sendo buscado há muito tempo, e finalmente saiu neste domingo. Fellipe Bastos desencantou.

O GloboEsporte.com/rs compilou os lances, que você pode conferir abaixo:

CAFÉ ANTES DO JOGO

Felipão foi recebido com um café da tarde por uma amiga de longa data no Estádio Cristo Rei, palco do jogo com o São José, onde ele foi criado. Aos 91 anos e moradora das dependências do clube, Dona Laíde, 91 anos, torcedora e funcionária do clube de São Leopoldo, bateu um papo com o técnico que acompanha desde quando era apenas um postulante a jogador, nos anos 1970. Ambos já haviam se reencontrado na derrota do Tricolor para o Aimoré, no início do Gauchão.

DESENCANTOU
Fellipe Bastos vinha tentando, tentando, tentando... mas o gol não saía. O desejo de marcar com a camisa do Grêmio sempre foi citado por ele. Neste domingo, diante do São José, a rede finalmente balançou. O volante comemorou seu primeiro gol, que abriu o placar da partida. Depois, o Tricolor sofreria o empate.

FIM DA SÉRIE DE VITÓRIAS
O Grêmio vinha de seis vitórias seguidas no Gauchão - sendo que em cinco não sofreu gols. Poderia conquistar a sétima, mas tropeçou diante do Zequinha ao empatar em 1 a 1. O gol foi anotado por Rafael Carrilho. O goleiro Tiago tirou uma bola de soco, e no rebote o jogador do São José não desperdiçou. Limpou de Walace e mandou a bomba sobre o Tricolor que, mesmo assim, terminou a fase classificatória com o menor número de gols sofridos: sete.

FOI PÊNALTI?
Os dois times pediram pênaltis no segundo tempo, mas não levaram. Primeiro foi o Grêmio. Matías Rodríguez sofreu carrinho forte e caiu na área. Depois, Danrley, ex-promessa da base tricolor que entrou bem no Zequinha na etapa final, dividiu com Erazo e também foi ao chão. O árbitro Jean Pierre Lima mandou seguir e nada marcou em ambos os lances.

TROCA DE UNIFORME
Sim. As imagens acima dizem respeito ao mesmo jogo. O Grêmio entrou em campo com a camisa de número 1, a tricolor, mas no intervalo teve de trocar de roupa. Com a bola rolando, as cores dos uniformes das duas equipes ficaram parecidas, e a arbitragem solicitou a mudança. O São José não tinha outra peça à disposição, então os comandados de Felipão atuaram de branco no segundo tempo.

LEIA TAMBÉM: Pela primeira vez, Felipão deve repetir escalação no Campeonato Brasileiro

E MAIS: Vanderson é punido pelo STJD, mas não será desfalque do Grêmio no Brasileirão




Comentários



Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

24/9/2021

















23/9/2021






Opinião!! - 15:20 (0)

Coincidências dos 10