Oscilações e gols perdidos: como chega o Novo Hamburgo para enfrentar o Grêmio

Técnico Roger Machado terá desfalque de seus dois principais atacantes nas quartas de final


Fonte: Diário Gaúcho

Foto: Mateus Bruxel / Agencia RBS

Na mira dos holofotes após a contratação de estrelas que valeram o apelido de "Galácticos do Vale", o Novo Hamburgo chega às quartas de final para enfrentar o Grêmio após uma campanha repleta de altos e baixos.

O ex-colorado Magrão foi o herói da classificação ao marcar o gol da vitória por 2 a 1 sobre o Caxias aos 44 minutos do segundo tempo. Ele e outros veteranos como Bolívar, Luís Mário e Thiago Humberto buscarão na fase eliminatória o desempenho convincente que não veio na primeira fase.

O Noia oscilou nas primeiras sete rodadas, e, a partir da oitava, três derrotas consecutivas colocaram a vaga sob risco.

A equipe reagiu diante de São Paulo e São José, mas outros dois resultados negativos em sequência, diante de Grêmio e Ypiranga, deram dramaticidade à última rodada. Com a vitória sobre o Caxias, a campanha da fase classificatória se encerrou com seis vitórias, três empates e seis derrotas.

Na maior parte dos jogos, o Novo Hamburgo variou entre o 4-1-4-1 e o 4-2-3-1, com um zagueiro na lateral-direita e o ofensivo Paulinho ocupando a faixa esquerda. A equipe tem criado oportunidades na mesma medida em que as desperdiça. O problema se reflete nos números do ataque: foram apenas 13 gols, o pior desempenho ofensivo entre os classificados, ao lado do Cruzeiro. Os desfalques dos atacantes Márcio e Leandrão, suspensos pelo terceiro cartão amarelo, podem agravar as dificuldades. Além deles, Luan, que vinha sendo utilizado na lateral-direita, também está fora.

Para enfrentar o clube que o consagrou como jogador, o técnico Roger Machado deve apostar no veterano Luís Mário, destaque gremista na conquista da Copa do Brasil de 2001, para substituir Márcio. Beto ganhará a vaga de Leandrão no comando do ataque. Na primeira fase, o Noia perdeu em casa para o Grêmio por 1 a 0, gol marcado por Ramiro em chute de fora da área.

O que diz o técnico Roger Machado:

"Tem de ser perfeito quando se joga contra a Dupla. Ser eficiente quando a oportunidade aparecer. Não tem três ou quatro oportunidades, tem uma."

"Nosso time tem se caracterizado por sofrer poucos gols e fazer poucos gols, apesar de criar muitas oportunidades. Temos de ter o discernimento na hora de finalizar. Não é um problema só dos atacantes, os que vêm de trás também."

"Os desfalques são uma dor de cabeça porque os dois (Márcio e Leandrão) conseguiram encaixar bem. O Márcio foi uma das surpresas agradáveis do nosso grupo e o Leandrão é o nosso artilheiro. São perdas grandes."


LEIA TAMBÉM: Pela primeira vez, Felipão deve repetir escalação no Campeonato Brasileiro

E MAIS: Vanderson é punido pelo STJD, mas não será desfalque do Grêmio no Brasileirão




Comentários



Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

24/9/2021

















23/9/2021






Opinião!! - 15:20 (0)

Coincidências dos 10