Futebol do Grêmio muda com volta de Maicon

Volante de 35 anos é o avalista do jogo com mais toque de bola que apareceu na vitória sobre o Botafogo


Fonte: Correio do Povo

Com Maicon, Grêmio apresentou lampejos de futebol bem jogado no segundo tempo, com posse de bola produtiva, triangulações, lances trabalhados para chegar ao gol | Foto: Fabiano do Amaral



A vitória do Grêmio sobre o Botafogo por 3 a 1, quarta-feira, teve o carimbo do volante Maicon, que ficou 77 minutos em campo na Arena. Ainda que a milhas de distância dos melhores momentos sob o comando de Renato Portaluppi, o time apresentou lampejos de futebol bem jogado no segundo tempo, com posse de bola produtiva, triangulações, lances trabalhados para chegar ao gol. Elementos até então raros nas atuações recentes.

O jogo deixou algo bem claro: o time é outro quando Maicon está em campo. Apesar de muitas vezes ser atrapalhado por lesões, o “capita” como é chamado pela torcida, ainda é fundamental, aos 35 anos. O volante acertou 90% dos passes. “É um jogador que gosta da bola, que faz a equipe jogar”, destaca o técnico Renato Portaluppi. Praticamente todas as saídas de bola passaram pelos pés dele.

O Grêmio trocou 480 passes diante do Botafogo. Maicon, mesmo sendo substituído aos 32 minutos do segundo tempo, foi o jogador que mais vezes tocou na bola, 100 no total. Além disso, participou diretamente dos dois gols de Pepê. No primeiro, iniciou a jogada com lindo passe para Victor Ferraz.

No segundo, novamente acionou o lateral antes de a bola chegar ao atacante. O problema é não ter no grupo um jogador com as mesmas características técnicas e de liderança para quando o volante não estiver em campo.

A atitude da equipe também parece mudar com o volante no comando das ações. “Tivemos (no jogo de quarta) a volta de jogadores importantes”, lembrou Renato. O treinador tem batido na tecla de que a partir do momento em que contar com todos à disposição, a reação vai acontecer. “Os jogadores que estão no departamento médico começam a voltar. Com todo mundo inteiro, eu consigo ter opções”, comenta o treinador.

Na terça-feira, em uma live na TV oficial do clube, o presidente Romildo Bolzan Júnior havia admitido o descontentamento com a campanha no Campeonato Brasileiro. Antes, na derrota para o Santos, no último domingo, Maicon cobrou o grupo publicamente por melhores resultados.



“Qualquer empregado é cobrado, porque nós não seríamos? Somos empregados do clube. Eu acho que tem que haver cobrança por parte do presidente. Ele sabe como cobrar, o grupo gosta muito dele. Tem que continuar cobrando”, destacou Renato Portaluppi.

Grêmio, Maicon

LEIA TAMBÉM: "É jogo de cachorro grande", projeta Paulo Luz sobre próximo adversário do Grêmio na Liberta

E MAIS: Diego Churín desembarca nesta sexta em Porto Alegre, e Grêmio confirma tentativa por Gastón Ramírez





Comentários



Sera q o Taciano nao tem mais qualidade tecnica?????Pro Renato teria...teimoso de uma figa

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

26/10/2020





















25/10/2020