"Estou voando", diz Renato após cirurgia

Treinador realiza sua recuperação no Rio e voltará na próxima semana ao Tricolor


Fonte: GaúchaZH

Renato passou por procedimento no último sábado Lucas Uebel / Grêmio,Divulgação
O técnico Renato Portaluppi voltará a Porto Alegre na próxima segunda-feira (20) para comandar o elenco do Grêmio na sequência da pré-temporada, realizada no CT Luiz Carvalho, sem restrições médicas. O treinador passou no último sábado (11), no Rio de Janeiro, por uma intervenção cirúrgica no coração e foi liberado na manhã de domingo (12) para seguir a recuperação em sua residência na capital fluminense.



Em rápida resposta para GaúchaZH, Renato Portaluppi, bem ao seu estilo, tratou de passar tranquilidade aos fãs:

— Estou voando — disse o ídolo gremista.

A intervenção a qual Renato foi submetido foi uma ablação, que é uma técnica para correção em arritmia cardíaca. O treinador havia passado por procedimento semelhante no ano passado. Apesar de que a nova intervenção possa ter causado preocupação aos fãs do técnico, a equipe médica que cuida do comandante explica que a situação é normal.

— É comum retornar a um quadro de arritmia. Isso é relativamente tranquilo, por ser uma cirurgia de menor porte — explicou o médico gremista Paulo Rabaldo, que acompanhou a cirurgia no Rio de Janeiro.

A intervenção ocorreu no hospital CopaStar, no Rio, e foi conduzida pelo médico Eduardo Saad. Além de Rabaldo, o cardiologista Leandro Zimerman, coordenador da Unidade de Arritmia e Eletrofisiologia do Hospital Moinhos de Vento, acompanhou o procedimento.

Zimerman diz que Renato precisará ter alguns cuidados nestes primeiros dias, mas que em uma semana estará liberado para comandar os treinos do Grêmio sem nenhuma restrição.

— Quando ele voltar a Porto Alegre poderá trabalhar normalmente. O Renato está super tranquilo. Vamos liberá-lo para todas as atividades em uma semana, mas se amanhã ou depois ele quiser passear na praia não tem nenhum problema. A restrição é, por exemplo, se ele quiser jogar futevôlei. Nesse caso, ainda precisa esperar uma semana. A partir da semana que vem, ele poderá realizar todas as atividades sem restrições — explicou.

Tire dúvidas sobre o problema cardíaco de Renato

1) É normal uma segunda cirurgia de coração em função da arritmia em tão pouco tempo?

A arritmia é um problema comum em ex-atletas por conta da carga prolongada de exercícios que eles são submetidos ao longo da carreira. Em razão disso, é possível que com o tempo a musculatura do coração fique um pouco mais forte e as partes superiores, que são mais delicadas, podem aumentar desenvolvendo zonas de fibrose, como cicatrizes. A cauterização é feita nesses pontos, o que causa inchaço. Em razão disso, o efeito do procedimento pode não ser observado no momento da cirurgia e é possível que um local cauterizado volte a apresentar o problema. Foi o que ocorreu com Renato Portaluppi.

2) Se o problema não fosse visto num exame de rotina, qual o risco que ele corria?
O problema de Renato Portaluppi é uma fibrilação atrial, um subtipo de arritmia cardíaca que não apresenta risco de morte súbita por infarto. Os casos com esse risco são os de arritmia cardíaca que são decorrentes do entupimento de coronárias, que englobam questões como má alimentação, diabetes, sedentarismo, idade avançada, entre outros.

3) Renato terá alguma restrição de trabalho?
A recomendação dos médicos é de que Renato Portaluppi evite alguns esforços nos primeiros após a realização da intervenção. A partir da próxima semana, no entanto, o treinador poderá trabalhar sem nenhuma restrição.

4) É possível uma terceira cirurgia?
Assim como ocorreu após o primeiro procedimento, é possível que Renato Portaluppi ou qualquer paciente com o mesmo problema venha a ter a necessidade de passar por uma cirurgia. De acordo com o médico Leandro Zimerman, após a segunda intervenção, a chance da doença voltar é menor que depois da primeira.

5) A doença tem cura?
A fibrilação atrial é uma doença que pode atingir qualquer pessoa. A chance de um problema aumenta com o decorrer da idade. Ou seja, mesmo que haja a cura no momento, não é descartada a possibilidade do paciente voltar a ter o problema futuramente.

6) Por que ele fez esta cirurgia no Rio?
A decisão de realizar a cirurgia no Rio se deu por uma tentativa dos médicos e de Renato Portaluppi que o procedimento ocorresse em sigilo. Além disso, o fato de o treinador ainda estar de férias foi considerado para ele retornar para sua residência e ficar com a família.



7) Por que a equipe médica tentou manter o caso sob sigilo?
A intenção de realizar o procedimento de forma sigilosa se deu para tentar dar privacidade a Renato. Mas os médicos não tratam como problema o fato da informação ter vazado.

Grêmio, Técnico, Renato, Cirurgia


PALMEIRAS CAMPEÃO MUNDIAL? SÃO PAULO CAMPEÃO DA COPA DO BRASIL? PALPITES PARA O ANO DE 2020

VEJA: Clique aqui e veja as promoções que a Network BG preparou para você acompanhar todos os jogos da temporada

LEIA TAMBÉM: Grêmio já teria acertado com dois reforços, mas anúncio deverá ser feito apenas em 2020

Clique aqui e confira séries, comentários, filmes e tudo sobre futebol! Teste agora!<\a>



Comentários



E isto ai nosso rei , bola pra frente tu es nossa inspiracao r nosso orgulho ,felicidades mirrrrrr e descsnsr maus um pouco , mesmo porque o Tricolor precisa mto de ti abcis

Claudio Ugolini     

Te proteja hoje e sempre nosso irmao abcis

Claudio Ugolini     

E isto ai nosdo rei ,boka pra frente as ue o Tricolor tido e nti tru fam e precissnis de tu srmpte bem frkicidades mirrrrrrrr pra tu e que o osi velho ka de riba

Mario Karlinski     

Com mais uma Cirurgia pode ser que acerte uma contratação para 2020, porque em 5 anos errou todas, mas deve estar vom bolso cheio.

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

18/1/2020








17/1/2020