Veja 10 fatos que marcaram a vida de Renato Gaúcho como treinador nos últimos três anos

Técnico retornou ao clube para sua terceira passagem em 18 de setembro de 2016


Fonte: Gaúcha Tricolor

Completando três anos à frente do Grêmio nesta quarta-feira (18), o técnico Renato Portaluppi teve diversos momentos marcantes nesta sua terceira passagem no comando da equipe tricolor. GaúchaZH selecionou os 10 principais fatos que marcaram sua vitoriosa trajetória como treinador da equipe desde setembro de 2016. Confira.


1) Classificação sobre o Athletico-PR, na Copa do Brasil de 2016

Em 18 de setembro de 2016, o Grêmio anunciou o retorno de Renato Portaluppi ao comando técnico do clube. "Ele vai encontrar aqui a sua casa", destacou o presidente Romildo Bolzan Júnior à época. E logo na partida de estreia, na Arena, o Tricolor sofreu para eliminar o Athletico-PR, nos pênaltis, em jogo marcado por uma falha de Marcelo Grohe no tempo normal e depois a consagração do goleiro nas penalidades.




2) Título da Copa do Brasil 2016, acabando com o jejum de 15 anos sem títulos

Depois de eliminar o Athletico-PR, o time de Renato Portaluppi teve de passar ainda pelo Palmeiras de Gabriel Jesus e pelo o Cruzeiro de Arrascaeta. Na decisão, venceu o Atlético-MG de Lucas Pratto por 3 a 1 na partida de ida, no Mineirão, com dois gols de Pedro Rocha e um de Everton. Depois, segurou um 1 a 1 na Arena para garantir o título que tirava o Grêmio da fila de 15 anos sem um título relevante.



3) Tricampeão da Libertadores em novembro de 2017

O tri da América colocou Renato em um patamar único. Ele foi o primeiro brasileiro campeão da Libertadores como jogador, em 1983, e como técnico, 34 anos depois. Esse feito tornou-se realidade depois de o Grêmio superar Guraní-PAR, Deportes Iquique-CHI e Zamora-VEN na fase de grupos e, depois, eliminar Godoy Cruz-ARG, Botafogo e Barcelona-EQU antes de superar com supremacia o Lanus-ARG, ao vencer em casa e também na Argentina.



4) A volta do Grêmio ao Mundial e o vice-campeonato diante do Real Madrid

Depois de 22 anos, o Grêmio voltava à disputa do Mundial. Pela primeira vez, o clube enfrentou uma semifinal da competição e eliminou os mexicanos do Pachuca por 1 a 0, com gol de Everton, na prorrogação. Na decisão, contra o todo poderoso Real Madrid de Cristiano Ronaldo e Luka Modric, o Tricolor bem que tentou segurar um empate, mas acabou sofrendo um gol de falta do CR7, já no segundo tempo, e terminou com o segundo lugar no torneio.



5) Campeão da Recopa Sul-Americana, em 2018

Renato Portaluppi completou 200 jogos como técnico do Grêmio, somando as três passagens dele pelo clube, em fevereiro de 2018, nos duelos contra o Independiente-ARG, pela Recopa Sul-Americana. E comemorou com mais um título. Depois de dois empates com os argentinos, o Tricolor levantou a taça nos pênaltis, graças a uma defesa de Marcelo Grohe e à precisão dos batedores, que acertaram todas as cobranças.



6) Goleada de 3 a 0 sobre o Inter na Arena, pelo Gauchão de 2018

O Grêmio queria voltar a conquistar o Estadual. Por isso, nada mais importante do que eliminar o maior rival nos mata-matas. E foi nas quartas de final que os dois se enfrentaram. No jogo de ida, na Arena, o Tricolor venceu o Inter por 3 a 0 no Gre-Nal 414, com gols de Everton, Jael e Arthur e praticamente assegurou a vaga nas semifinais. Na volta, o Inter até venceu, no Beira-Rio, mas não conseguiu reverter a desvantagem do primeiro confronto.



7) Campeão gaúcho depois de oito anos, em 2018

Havia oito anos que o Grêmio não levantava a taça de campeão Gaúcho. Mas, em 2018, depois de fazer uma primeira fase ruim, se classificar na última rodada, eliminar o Inter nas quartas e o Avenida nas semis, o time de Renato decidiu o Estadual contra o Brasil-Pel. Mas o Xavante não teve chance contra uma equipe que queria muito essa conquista e conseguiu duas goleadas, por 4 a 0 e 3 a 0, e levantou mais um caneco sob o comando de Portaluppi.



8) Estátua de Renato inaugurada na Arena em março de 2019

"O meu maior título foi o que ganhei hoje", disse Renato após a inauguração da estátua em sua homenagem, em março de 2019. Ele já havia pedido o monumento em 2016, depois de tirar o time da seca e conquistar a Copa do Brasil daquele ano. Mas a imortalização do ídolo na esplanada da Arena ocorreu em março deste ano, com a inauguração da escultura. Com mais de quatro metros de altura, contando o pedestal em sua base, a reprodução de Renato foi feita pelo escultor bielorruso Iouri Petrov e eterniza o momento em que o técnico, então jogador, com 21 anos, comemora o segundo gol marcado contra o Hamburgo, na final do Mundial de Clubes de 1983.



9) Campeão gaúcho invicto depois de 54 anos, em abril de 2019

Depois de 54 anos, o Grêmio voltou a conquistar o Gauchão sem perder uma partida sequer nesta temporada. Foram 17 partidas no Estadual, com 11 vitórias e seis empates. Fato que só havia ocorrido em 1965. Não bastasse, a zaga tricolor foi vazada apenas uma vez: contra o Aimoré, pela segunda rodada da competição. Trata-se da melhor defesa da história desde 1961, quando o campeonato deixou de ser regionalizado. A equipe foi dona também do melhor ataque: 38 gols feitos. Para coroar ainda mais a conquista, a decisão foi contra o Inter. Depois de dois empates em 0 a 0, o time de Renato Portaluppi sagrou-se campeão nos pênaltis.




10) Técnico mais longevo do futebol brasileiro a partir de agosto de 2019

Depois da saída de Mano Menezes do comando do Cruzeiro, em agosto desse ano, Renato Portaluppi tornou-se o técnico a mais tempo no cargo na elite do futebol brasileiro. Mano estava no time mineiro desde julho de 2016 — dois meses antes de Renato acertar seu retorno ao Grêmio. Agora, completando três anos à frente do Tricolor gaúcho, o comandante gremista está a poucos jogos de figurar entre os três técnicos com mais jogos à frente do Grêmio. Hoje, ele é o quinto, com 314 partidas — seis a menos do que Carlos Froner e 20 abaixo de Telêmaco. Os líderes desse ranking são Oswaldo Rolla, com 378 jogos, e Felipão, com 368 partidas.


LEIA TAMBÉM: CBF: Renato visa no mínimo G-6 do Brasileirão, mas salienta: "Não faço contas"

LEIA TAMBÉM: Vitória contra o Palmeiras serão exemplos para virada tricolor no Maracanã

Clique aqui e confira séries, comentários, filmes e tudo sobre futebol! Teste agora!<\a>



Comentários




Leia também

14/10/2019


13/10/2019