Tite explica ausência de Everton, do Grêmio, na convocação da Seleção Brasileira

Nenhum jogador dos semifinalistas da Copa do Brasil foi chamado para amistosos nos Estados Unidos, em setembro


Fonte: gauchazh.clicrbs.com.b

Mesmo que tenha sido um dos grandes destaques da Seleção Brasileira na Copa América , onde terminou como goleador, Everton não apareceu na primeira convocação de Tite após a conquista do título. Porém, não foi culpa do técnico ou do atacante do Grêmio. Em entrevista coletiva concedida nesta sexta-feira (16), o treinador explicou por que nenhum jogador dos clubes envolvidos na semifinal da Copa do Brasil estará nos amistosos contra Colômbia e Peru, nos Estados Unidos, em setembro.



— Houve um cuidado, não sei se ético, para manter o equilíbrio da competição (Brasileirão). Não só em relação ao Flamengo, mas de pegar dois jogadores de uma equipe e não de outra. Assim como também houve o critério técnico da Copa do Brasil. Tem como conciliar e ter bom senso. Todos os times são postulantes a título. E compete a nós termos uma visão de bom senso — argumentou o comandante da Seleção.

No caso de Everton, ele até não enfrentará o Athletico-PR, no jogo da volta, no dia 4 de setembro, em Curitiba, pois está suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Porém, se fosse chamado por Tite, e caso o Grêmio confirme sua classificação, correria o risco de ficar de fora do jogo de ida da final do torneio, marcada para o dia 11 (menos de 24 horas depois do segundo amistoso).

— Eu não posso saber se ele (Everton) vai passar ou não (para a final), mas não posso jogar com o imponderável — disse Tite.

Em meio a tantas novidades na lista de convocados, como o goleiro Ivan, da Ponte Preta, o zagueiro Samir, da Udinese, e o atacante Bruno Henrique, do Flamengo, o maior destaque ficou por conta do retorno de Neymar. Com futuro incerto no PSG, o camisa 10 foi chamado mesmo sem ter atuado uma única vez após a cirurgia no tornozelo.

— Um atleta do nível e da qualidade do Neymar, eu não vou prescindir nunca — declarou Tite — Conversei por telefone com ele e perguntei se ele está feliz. Eu me permito a conversar sobre lado técnico, tático, humano, desde que haja abertura. Eu não me sinto à vontade em interferir, sugerir. Existem pessoas para escolherem o seu caminho. Quero que ele seja feliz. Torço para que ele tenha luz para escolher seu melhor caminho. Mas não tenho o direito de dizer vai para cá, vai para este ou aquele clube — concluiu o treinador.



Os jogadores se apresentam à Seleção no dia 2 de setembro. No dia 6, às 22h30min (horário de Brasília), enfrentam a Colômbia, em Miami. No dia 11, às 23h30min, o adversário será o Peru, em Los Angeles.

Grêmio, Éverton, Tite, Seleção Brasileira

LEIA TAMBÉM: Renato reitera desejo de permanecer no Imortal em 2020

LEIA TAMBÉM: Everton comenta sobre renovação próxima com o Tricolor: "Aceitava contrato vitalício"

Clique aqui e confira séries, comentários, filmes e tudo sobre futebol! Teste agora!<\a>

VEJA:
Clique aqui e veja as promoções que a Network BG preparou para você acompanhar todos os jogos do Grêmio da temporada

Comentários



Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

20/9/2019












19/9/2019




BRASILEIRÃO - 16:12 (0)

Ingressos para Grêmio x Avaí