OFF:Belletti diz que jogadores brasileiros dão mau exemplo dentro de campo

Comentarista do


Fonte: Globo Esporte

Árbitro Paulo Henrique de Godoi Bezerra no jogo entre Corinthians e Fluminense (Foto: Getty Images)


O comentarista Juliano Belletti acredita que o mau comportamento de alguns torcedores nas arquibancadas dos estádios brasileiros tem a ver com o exemplo ruim que é passado pelos próprios jogadores durante alguns jogos. Foi o que o ex-atleta disse em participação no "Arena SporTV" desta segunda-feira:

- Se você pega as imagens de jogadores falando com árbitros, é só palavrão. Eles dão uma exemplo pior possível: jogadores, técnicos, dirigentes. Não vejo solução. Por mais que haja punição para torcida (nos casos de injúria racial e brigas), não vai acabar, vai seguir. O exemplo começa dentro de campo com jogadores e com árbitros, o que não está acontecendo - afirmou.

- As torcidas não estão mais preocupadas em incentivar o próprio time, fazem coisas para provocar o adversário, o que gera uma reação negativa. A lei, no futebol e na política, é aplicada de maneira diferente do que no resto da sociedade no Brasil, tudo sempre pode - disse, ao comentar o caso de injúria racial contra o goleiro Aranha, do Santos.

O incidente com Aranha aconteceu aos 42 minutos do segundo tempo da vitória do Peixe por 2 a 0 contra o Grêmio, na Arena do Grêmio, pela Copa do Brasil, no último dia 28 de agosto. O goleiro reclamou com o árbitro Wilton Pereira Sampaio alegando ter sido vítima de xingamentos por parte da torcida. O juiz, porém, mandou a partida seguir, mesmo sendo alertado por jogadores do Santos dos incidentes que ocorriam fora de campo.

O jogador registrou boletim de ocorrência na 4ª Delegacia de Polícia de Porto Alegre na sexta-feira. O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) acatou pedido da Procuradoria de Justiça Desportiva e suspendeu o jogo de volta entre as duas equipes, na próxima quarta-feira, até que o caso seja julgado.

O julgamento ocorrerá na próxima quarta-feira. O Grêmio responderá por ato de discriminação racial por parte de torcedores, além do arremesso de papel higiênico no gramado e atraso. O clube corre risco de exclusão na Copa do Brasil e multa de até R$ 200 mil. A denúncia se apoia no artigo 243-G (discriminação racial) e no 213 (arremesso de objeto em campo), ambos do CBJD. O clube responde ainda ao artigo 191 por descumprir o regulamento e entrar em campo três minutos após o horário previsto.

Grêmio decide rescindir contrato de André e centroavante deixa o Tricolor; veja a nota

Obrigado, Everton! Rumo ao Benfica, deixe sua mensagem de boa sorte ao atacante que deixa o Tricolor Gaúcho





Comentários



Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

8/8/2020










7/8/2020