Goleiro Aranha cita Martin Luther King sobre episódio de racismo em Porto Alegre

Santista foi vítima de manifestação asquerosa por parte da torcida do Grêmio


Fonte: R7

Aranha pede para cinegrafista gravas as ofensas racistas
Gazeta Press

Embora tenha optado em não prestar queixa após o episódio de racismo sofrido em Porto Alegre, quando o Santos venceu o Grêmio pela Copa do Brasil, o goleiro Aranha se pronunciou nesta sexta-feira (29) através de sua assessoria de imprensa. No comunicado, Aranha citou Martin Luther King, ativista norte-americano que lutou pelo fim do preconceito racial nos Estados Unidos nos anos 60.

Leia a seguir o texto redigido pelo atleta:

"Gostaria de dizer a todos os interessados nesse polêmico e triste episódio de ontem, que depois de uma noite mal dormida, acordei aliviado e satisfeito, porque ao meu modo de ver, o racismo de qualquer modo ou gênero é um mal e todo mal não detectado cresce e se fortalece.

Ontem, esse mal mostrou a sua cara e isso foi bom porque tenho certeza de que será, mais uma vez, combatido e enfraquecido, como em 1963, quando Martin Luther King fez o seu famoso discurso 'I Have a Dream'.

'Eu tenho um sonho. Que um dia viveremos em uma nação onde as pessoas não serão julgadas pela cor da pele, mas sim pelo conteúdo de seu caráter'"


Por indicação de Jorge Jesus, Benfica faz contato por Everton

[COMENTE] O Grêmio deve investir na contratação do lateral Diogo Barbosa?





Comentários



Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

5/8/2020



4/8/2020


Gre-Nal - 18:26 (0)

Agora é Gre-Nal