Noriega entende reação de Aranha e critica atos de racismo:

Comentarista considera protesto do goleiro santista sincero e lamenta que ainda ocorram casos de racismo nos estádios:


Fonte: SPORTV

Aranha imitou um macaco ao relatar os xingamentos ao árbitro da partida (Foto: Reprodução SporTV)

A saída de campo dos jogadores do Santos poderia ser só de discursos felizes, após a vitória por 2 a 0 sobre o Grêmio, na Arena, mas o goleiro Aranha deu declarações fortes e com tom de desabafo ao deixar o gramado. O arqueiro do Peixe acusou torcedores gremistas de racismo e não escondeu a indignação com os xingamentos que disse ter ouvido durante o jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. O comentarista Maurício Noriega deu razão à reação do jogador.

- Infelizmente, quando tem multidões, o cara até é um sujeito bacana, comportado, mas no meio de um monte de gente, ele se tranforma e a idiotice prevalece. É lamentável que isso aconteça de novo. O protesto do Aranha é uma coisa que vem de dentro, do coração do cara que está sendo ofendido. Qualquer ofensa racista é lamentável, é deplorável, não pode se aceitar isso, em qualquer situação, por isso a gente fica solidário a esta reação do Aranha - afirmou.

Com o jogo ainda em andamento, Aranha reclamou com a arbitragem a respeito das manifestações da torcida. Quando a partida terminou, o goleiro voltou a fazer as acusações e disse que ouviu xingamentos como "preto fedido". O narrador Milton Leite acredita que o caso vai repercutir bastante nos próximos dias e revela expectativa para saber se o fato será relatado pelo árbitro Wilton Pereira Sampaio na súmula.

- O jogo até ficou parado alguns minutos porque o Aranha começou a dizer para o ártbiro que estava sofrendo xingamentos e manifestações racistas, vindas da torcida do Grêmio atrás do gol. O juiz parou, conversou, mas, como não tinha presenciado, ficava só na palavra do goleiro, ele resolveu ignorar. Vamos ver se vai colocar na súmula. Esse assunto vai render muito - relatou.

Para o apresentador Marcelo Barreto, a própria torcida pode contribuir para evitar casos como esse no futebol e lembrou que os clubes podem sair prejudicados.

- Se a gente conseguir que, nos estádios brasileiros, os próprios torcedores comecem a identificar os racistas entre eles é um bem que os torcedores vão fazer a seus próprios clubes e ao ambiente nos estádios em geral. Racista não deveria entrar em campo de futebol - disse.

Depois do jogo, o assessor de futebol do Grêmio, Marcos Chitolina, afirmou que o Grêmio não compactua com o racismo e disse que o clube vai coloborar para a identificação dos torcedores que teriam ofendido o goleiro.

A vitória santista por 2 a 0 deixa o Peixe em boa situação para o jogo de volta, quarta-feira, na Vila Belmiro. Para reverter a situação, o time gaúcho precisa vencer por três gols (ou por dois, desde que faça ao menos três). Caso devolva os 2 a 0, a decisão vai para os pênaltis.

Por indicação de Jorge Jesus, Benfica faz contato por Everton

[COMENTE] O Grêmio deve investir na contratação do lateral Diogo Barbosa?





Comentários



Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

5/8/2020



4/8/2020


Gre-Nal - 18:26 (0)

Agora é Gre-Nal