Grêmio pode ser punido no STJD por ato de racismo de torcedores contra Aranha

Clube pode perder mandos de jogo ou até ser excluído da Copa do Brasil


Fonte: Diário Gaúcho

Foto: Fernando Gomes / Agencia RBS

As injúrias raciais proferidas por um grupo de torcedores do Grêmio ao goleiro Aranha, do Santos, no jogo desta quinta-feira pela Copa do Brasil, podem causar sérios prejuízos ao time gaúcho, mesmo que o árbitro Wilton Pereira Sampaio não tenha relatado o incidente na súmula divulgada no site da CBF.

O clube, que já foi multado em R$ 80 mil neste ano, por ofensas dirigidas pela torcida ao zagueiro Paulão, do Inter, na decisão do Gauchão, pode perder mandos de jogo ou até ser excluído da Copa do Brasil pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

Caso seja denunciado pela procuradoria do STJD, o Grêmio seria enquadrado no artigo 243-G do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), "praticar ato discriminatório, desdenhoso ou ultrajante, relacionado a preconceito em razão de origem étnica, raça, sexo, cor, idade, condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência".

Quando ouviu as manifestações, vindas do setor arquibancada norte na Arena, Aranha reagiu e o jogo chegou a ficar parado por conta do incidente. O goleiro gesticulou para o árbitro indicando que os torcedores imitavam gestos típicos dos macacos para ofendê-lo. Na saída de campo, o goleiro mostrou toda sua indignação.

— Fiquei bem nervoso. Com o perdão da palavra, fiquei p...Isso dói. Não é possível. Me chamaram de preto, de macaco. Bati no braço e disse que sou preto mesmo, se eles consideram isso como ofensa. Todo mundo que vem jogar aqui sabe que tem uns "artistas". Não são todos, mas acontece. O importante é eu vir aqui e falar, para que todos fiquem espertos — desabafou Aranha.

Conforme Alberto Franco, procurador-geral do Tribunal de Justiça Desportiva do RS, o ocorrido pode ter desdobramentos ao clube e também à torcedora identificada em imagens capturadas pelo canal ESPN. O fato, exibido em rede nacional, gerou grande repercussão nas redes sociais. O vídeo mostra uma torcedora gritando a palavra "macaco" ao goleiro santista, além de um grupo de gremistas, que gritava "uh, uh, uh" na direção de Aranha.

— Existem três esferas. A administrativa, que é o Grêmio excluí-la do quadro social; a desportiva, que será julgada pelo STJD, e também a criminal, onde a torcedora responderá, caso identificada — explica Franco.

O assessor de futebol do Grêmio, Marcos Chitolina, afirmou que o clube não medirá esforços para identificar e punir os envolvidos no episódio.

— O Grêmio não é uma instituição racista. Foi um ato individual, a Arena tem as condições de identificar este torcedor. O Grêmio tomará as medidas cabíveis previstas pela lei — garante o dirigente.

A Brigada Militar solicitou o vídeo do incidente à Arena Porto-Alegrense, empresa que faz a gestão do estádio. Com 240 câmeras, sendo 25 delas de alta definição, o sistema de monitoramento grava as imagens em um servidor. Assim, podem ser disponibilizadas ao Grêmio, à Polícia ou ao Ministério Público para averiguações.

O Grêmio, em seu site, divulgou uma nota repudiando o incidente. Leia a íntegra:

O Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense lamenta e repudia o ato de racismo ocorrido na noite desta quinta-feira, durante partida realizada pela Copa do Brasil, na Arena do Grêmio. O Clube se solidariza com o atleta Aranha e com seu clube, Santos, ressaltando que atos como esse são fruto de atitudes individuais e isoladas, que em nada representam a grandiosidade e o respeito da torcida gremista.

Informamos que o Departamento Jurídico do Clube, em conjunto com a administração da Arena, já está tomando todas as medidas possíveis para que os envolvidos neste episódio sejam identificados e para que os materiais disponíveis sejam enviados às autoridades policiais, a fim de tomarem as providências cabíveis no âmbito criminal.

No que se refere às ações administrativas, caso os responsáveis identificados sejam sócios do clube, estes serão imediatamente suspensos do Quadro Social e proibidos de ingressar no estádio.

Reiteramos que o Grêmio tem sido um incentivador de iniciativas que visam coibir esse tipo de crime e que continuará alerta e atuante na luta contra a discriminação racial.


Por indicação de Jorge Jesus, Benfica faz contato por Everton

[COMENTE] O Grêmio deve investir na contratação do lateral Diogo Barbosa?





Comentários



Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

5/8/2020


4/8/2020


Gre-Nal - 18:26 (0)

Agora é Gre-Nal