OFF - Viagra, a arma secreta do San Lorenzo diante da altitude de La Paz

Medicação será utilizada pelos jogadores argentinos para superar os 3,6 mil metros da cidade na partida com o Bolívar na Libertadores


Fonte: Estadão

O San Lorenzo não se considera na final da Libertadores, mesmo com vantagem de 5 a 0 no jogo de ida na Argentina. Pregando todo o respeito do mundo ao Bolívar, o clube resolveu inovar para suportar a altitude de 3,6 mil metros de La Paz, palco do jogo de volta. Por recomendação da médica do clube do Papa Francisco, os jogadores utilizarão Viagra antes da decisão.

De acordo com Mariana Lestelle, a médica do San Lorenzo, a medicação indicada para homens com disfunção erétil não deixará jogadores excitados em campo e sim, aptos para enfrentar a altitude sem sentir seus efeitos colaterais.

"O organismo é inteligente e o efeito vasodilatador ocorre aonde mais se necessita. No caso do jogo, serão nos pulmões", explicou a especialista, sem esconder o sorriso com a pergunta embaraçosa. O Viagra ameniza efeitos da altitude ao beneficiar a oxigenação do sangue, com aumento do fluxo sanguíneo e sem causar doping.
Divulgação

Esta não será a primeira experiência do San Lorenzo com as pílulas azuis. Nesta mesma edição da Libertadores, pela primeira fase, os jogadores se utilizaram da medicação para suportar os 2,8 mil metros diante do Independiente Del Valle, do Equador. E, de acordo com a médica, o resultado foi um sucesso.

Grêmio se afunda ainda mais em noite terrível no Chile e sente clamor por mudanças

Grêmio é recebido com protesto na Arena após derrota na Libertadores





Comentários



Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

19/9/2020











18/9/2020