Enderson cita Gre-Nal e faz crítica: "Futebol brasileiro não é estadual"

Ex-técnico do Grêmio diz que resultado adverso em clássico não pode ser


Fonte: SPORTV

Enderson resistiu no cargo mesmo após derrota na final gaúcha (Alexandre Lops/Site Oficial Internacional)

A passagem do técnico Enderson Moreira pelo Grêmio durou apenas seis meses e 20 dias, chegando ao fim no domingo, após derrota do clube gaúcho para o Coritiba, por 3 a 2, em casa, pelo Campeonato Brasileiro. Nesse meio do caminho, o técnico sobreviveu a uma derrota por 4 a 1 para o Internacional na decisão do Campeonato Gaúcho. No “Bem, Amigos!” o treinador admitiu que um resultado desse é traumatizante, mas que não pode ser o diferencial para se optar por uma demissão. Na sua opinião, as rivalidades regionais não podem ser o principal objetivo dos clubes.

- A questão de perder um Gre-Nal de 4 a 1 é traumatizante para qualquer um, mas ela não pode ser o ponto decisivo para uma continuidade. Lembro muito bem a grande oportunidade que o Atlético teve em 2011 de poder rebaixar o Cruzeiro na última rodada, e o Cruzeiro fez 6 a 1 no Atlético do Cuca, que foi campeão da Libertadores. Se fosse para mandar todo mundo embora, poderia ter interrompido um trabalho que deu certo posteriormente. No Sul há uma rivalidade enorme. Trabalhei no Inter e quando cheguei no Olímpico tive a sensação de estar num estádio muito parecido com o Beira-Rio. No futebol brasileiro hoje, o grande concorrente é o Cruzeiro, o futebol brasileiro é “brasileiro”, não é mais estadual, isso já ficou para trás tem muito tempo, o que dá visibilidade em todos os níveis são os títulos nacionais e internacionais - afirmou o técnico.

Apesar da 10ª posição ocupada pelo Grêmio hoje no Brasileirão, a equipe tricolor tem apenas quatro pontos a menos que o Corinthians, hoje vice-líder da competição, com 23 pontos. O Internacional é o quarto, com 22.

Enderson Moreira deixou o clube com 35 jogos e um retrospecto de 19 vitórias, nove empates e sete derrotas. Além da perda para o Internacional no Gauchão, o Grêmio comandado pelo técnico foi eliminado pelo San Lorenzo nas oitavas de final da Libertadores.
O próximo compromisso do Grêmio, que ainda não anunciou o substituto de Enderson, é no sábado, dia 2 de agosto, contra o Vitória, no Barradão, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Grêmio se afunda ainda mais em noite terrível no Chile e sente clamor por mudanças

Grêmio é recebido com protesto na Arena após derrota na Libertadores





Comentários



Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

19/9/2020











18/9/2020