Enderson culpa pressão por jejum de 13 anos por demissão no Grêmio

Treinador lembra que Tricolor não vence um torneio nacional desde a Copa do Brasil de 2001 e espera que time vai melhorar com sequência de jogos


Fonte: Sportv

Enderson Moreira deixou Grêmio após derrota
(Foto: Lucas Uebel / Site Oficial do Grêmio)


Demitido do Grêmio após a derrota para Coritiba em casa, no domingo, o técnico Enderson Moreira culpou a pressão pela falta de títulos como razão para a sua saída, na 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. Para o treinador, seu trabalho teve de lidar com cobranças que não eram adequadas pelo pouco período à frente do clube, seis meses e 20 dias. A última taça de nível nacional levantada pelo clube foi a da Copa do Brasil, em 2001.

- É uma questão cultural, acho que quando as coisas não funcionam há uma pressão, principalmente do torcedor. No caso do Grêmio, a gente convivia com uma pressão que não é de um trabalho de seis meses, mas de 13 anos sem um grande título. Isso para um clube grande, de um torcedor que é apaixonado, é muito tempo. E a cada momento que essas coisas nao acontecem há a necessidade troca, de um outro movimento. E a gente sabe que isso vai deixando mais distante essas conquistas. Após o jogo, pela pressão da torcida em cima da direção, pela instabilidade emocional que senti dos atletas... Tivemos 30 dias para treinar, mas na minha cabeça essa equipe vai maturar com a sequência de jogos. É assim que eu entendo o futebol. A gente ia ter algumas dificuldades - disse Enderson no "Bem, Amigos!".

Enderson lamentou ainda deixar a equipe em uma fase ruim, e recordou a campanha na Libertadores, quando foi eliminado nas oitavas de final para o San Lorenzo, na disputa por pênaltis.
- Gostaria de interromper essa trajetória no Grêmio com uma grande conquista. Acho que fizemos uma grande Libertadores, mas faz parte.

O treinador deixou o clube com 35 jogos e um retrospecto de 19 vitórias, nove empates e sete derrotas. O Grêmio é o 10º colocado no Brasileirão, com 19 pontos.

Grêmio se afunda ainda mais em noite terrível no Chile e sente clamor por mudanças

Grêmio é recebido com protesto na Arena após derrota na Libertadores





Comentários



Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

19/9/2020











18/9/2020