No reencontro com Roth, Grêmio busca vitória contra o Coxa na Arena


Fonte: Gazeta Esportiva

Celso Roth reencontrará ex-clube

Sem vencer em casa há dois jogos, o Grêmio entra em campo neste domingo pensando na vitória não apenas para acabar com o jejum, mas para não deixar o líder Cruzeiro disparar. Com 19 pontos, o Tricolor Gaúcho já está há seis do primeiro colocado do Campeonato Brasileiro. O adversário na Arena será o desesperado Coritiba, atual penúltimo colocado, que terá no banco de reservas um velho conhecido: Celso Roth, técnico gremista em quatro oportunidades.

Ex-jogador de Roth em duas destas passagens (2008/09 e 2011), o goleiro Marcelo Grohe prevê uma partida complicada, apesar do mau momento do Coxa: “o Celso é um grande treinador, gosto muito dele. A gente sabe que vai ser difícil. Eles vêm de uma sequência difícil no campeonato, vêm em busca da reabilitação. É sempre difícil enfrentar os times do Celso, que têm muita marcação”, frisou o camisa 1.

Diante deste time que deve marcar muito, o Grêmio tentará voltar a marcar gols em casa, algo que não ocorreu nos últimos dois jogos como mandante (empates em 0 a 0 com Palmeiras e Goiás). Contra o Figueirense, aliás, o Tricolor encerrou um jejum de quatro jogos sem balançar as redes adversárias. O fraco desempenho ofensivo, no entanto, é compensado com a melhor defesa do campeonato: em 11 jogos, o Grêmio sofreu apenas cinco gols.

Lá atrás, o Grêmio terá todo mundo à disposição. Riveros chegou a sentir dores musculares durante a semana, mas não teve lesão constatada e vai para o jogo. Quem não poderá atuar é o meia Alán Ruiz, contundido. Sua ausência abre espaço para a estreia de Fernandinho, que já está regularizado junto à CBF e iniciará o jogo ao lado de Luan e Giuliano, na trinca de meias que tem como objetivo abastecer o centroavante Barcos.

Arrancar pontos fora de casa virou uma missão obrigatória para o Coritiba, que desde a quarta rodada amarga um lugar na zona de rebaixamento, com apenas uma vitória conquistada na competição. E meio a este período turbulento, Celso Roth tem conseguido escapar da indignação do torcedor. A avaliação quase unânime é de que o treinador não tem as peças necessárias para montar a equipe que todos gostariam.

A situação fica evidente quando dois titulares ficam novamente à disposição, mas sem a confiança necessária da comissão técnica, já não têm mais lugar garantido. É caso do zagueiro Leandro Almeida, que cumpriu suspensão, e Keirrison, liberado pelo departamento médico. Quem em tese deve permanecer no time, ou seja, Luccas Claro e Zé Love, por sua vez ainda precisam mostrar muito serviço para não serem contestados.



A maior dificuldade, entretanto, é mesmo o setor de ataque.

Enquanto o K-9 mostra dificuldades físicas, suportando apenas um tempo das partidas, Zé Love e Júlio César tecnicamente estão devendo e o argentino Martinuccio, que chegou a pouco tempo, está fora de forma e de ritmo.

Neste momento, as vozes mais experientes, como o meia Alex e o volante Germano, começam a aparecer na busca por soluções. O defensor, por exemplo, acredita que já houve uma melhora nas últimas rodadas e, pelo clima dentro do grupo, a confiança em uma virada é total. “Nós temos que nos fortalecer e acreditar tem muita coisa para acontecer ainda. Essa confiança e a credibilidade de olhar na cara dos companheiros e ver que todo mundo está dando o melhor vai nos tirar dessa situação”, concluiu.






Grêmio se afunda ainda mais em noite terrível no Chile e sente clamor por mudanças

Grêmio é recebido com protesto na Arena após derrota na Libertadores





Comentários



Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Leia também

19/9/2020











18/9/2020